sábado, 2 de fevereiro de 2013

Bolsa de Turismo de Lisboa será no final de fevereiro

Depois da Fitur de Madri, neste final de janeiro, abrindo o ciclo das grandes feiras de turismo na Europa em 2013, a próxima é a BTL, Bolsa de Turismo de Lisboa, em fins de fevereiro - começa no dia 27, quarta-feira, e vai até domingo, 3 de março. Como sempre, ela acontece nos pavilhões da Feira Internacional de Turismo, no Parque das Nações, mas em décadas passadas já foi na região de Belém. Veja o site do evento.

A TAP Portugal é a transportadora oficial - obviamente - e estará no centro das atenções, uma vez que ganhou alma nova e muito mais ânimo após a decisão do Governo, colocando o processo de privatização em suspenso.  Por enquanto não existe nada definitivo. As garantias dadas pelo grupo brasileiro interessado não foram consideradas suficientes pelas autoridades portuguesas.

A BTL é a grande vitrine do turismo de Portugal, com a presença das cidades grandes e médias, e até aquelas menores, mas com importância histórica e turística. A lista é extensa: Lisboa, O Porto, Vila Nova de Gaia, Óbidos, Coimbra, Faro, Viana do Castelo, Évora, Braga, Guimarães, Setúbal, Vila Real, Aveiro, Viseu, Albufeira, Portimão, Cascais, Estoril, Beja,.Ericeira, Lagos etc.

Outras presenças certas da BTL: Arquipélago da Ilha da Madeira, a capital Funchal e Porto Santo; Arquipélago dos Açores; Serra da Estrela; Vale do Tejo; Fátima e Leiria; os principais produtores de vinhos do Porto e do Douro, Trás- os-Montes, Alentejo, Minho e outras regiões; e importantes atrações turísticas como Sintra, Alcobaça, Batalha, Nazaré, Barcelos, Extremoz, Matosinhos e tantas outras.

A BTL é um espaço de negócios, onde se combinam ações de comunicação social e relações públicas, de marketing, de vendas e intercâmbio comercial, colocando frente a frente os profissionais de Portugal e os consumidores finais de seus produtos e serviços no setor turístico - representados por hotéis, transportadoras terrestres, operadoras de excursãoes e agências de viagens. Aém disso, a BTL é um palco aberto ao debate e discussão de novos projetos, intercâmbio comercial, abertura de novos mercados, canais de vendas pela internet e maneiras de atingir milhares de consumidores.

A BTL do ano passado, da qual tive a honra de participar, representou 65 mil visitantes, sendo 2.200 compradores e  profissionais estrangeiros. O turismo de Portugal foi representado por 990 expositores. O Brasil esteve em grande evidência no Pavilhão 4, divulgando seus principais destinos turísticos e mostrando a riqueza de seu folclore e gastronomia. Além do Brasil, participaram mais 44 destinos internacionais, representando países da Europa, Ásia, África, Oceania e Américas do Norte, Central e do Sul.

Aberta à presença do público nos dois últimos dias, inclusive de estudantes de turismo e hotelaria, a BTL recebeu 30.624 visitantes vindos de várias regiões portuguesas, e moradores da área metropolitana de Lisboa. Os 34.376 profissionais de turismo, sendo 2.200 do exterior, chegaram de 28 paísese tiveram 2.400 reuniões de negócios previamente agendadas com os expositores.



A grande vitrine da hotelaria de Portugal



Como aconteceu nos anos anteriores, a Bolsa de Turismo de Lisboa continua sendo a grande vitine da hotelaria portuguesa, representda pelas suas mais importantes corporações - como a Rede Vila Galé, Sana Hotéis, Rede Pestana, Rede Tivoli, Hotéis Dom Pedro, Olisssipo, Vip Executive, Altis, Rede Real e outras. Esses hotéis disputam a preferência das grandes operadoras internacionais, capazes de bloquear milhares de apartamentos por ano - e tudo se decide na BTL.

A hotelaria portuguesa vem tendo importante participação no processo de recuperação econômica do país, ajustando suas tarifas, criando mais facilidades e melhorando a qualidade dos produtos. Destaque para a presença de hotéis tradicionais de Lisboa, como o Hotel Mundial (que tem os brasileiros como maiores clientes do exterior), Fênix, Roma, Eduardo VII etc. As tarifas de Lisboa e arredores estão entre as mais baixas do continente; e a comida portuguesa é a mais barata da Europa Ocidental.

Participam também da BTL as grandes redes internacionais presentes no mercado português,como Sheraton, Marriott, Four Seasons, Hyatt, InterContinental,  Holiday Inn e a francesa Accor, com suas diversas marcas: Sofitel, Novotel, Mercure, Ibis, Ibis Budget, Formule 1 etc. 

Minas Gerais está presente todos os anos na BTL, tanto pelos órgãos oficiais como pela Master Turismo e operadora Viagens Master, representadas pelo diretor Fernando Meira Dias e seu irmão Henrique Dias, que dirige a Master em Portugal, com escritório próprio, frota de veículos, serviço de receptivo e excursões. 

O estande da TAP, que é o centro das atenções no Pavilhão 4, terá a presença do presidente Fernando Pinto, vice-presidente Luiz da Gama Mór e principais diretores; além de representantes da TAP no exterior, como o diretor geral no Brasil e América do Sul, Mário Carvalho. O estande é tão amplo que possui espaço para coletivas de imprensa, reuniões privadas, balcões de reservas e reconfirmações de voos, e um setor exclusivo para atendimento aos portadores do cartão de milhagem Victoria.


Grupo GJP terá um hotel em Confins 

O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, terá um hotel com a bandeira do grupo brasileiro GJP, presidido por Guilherme de Jesus Paulus, fundador da CVC Viagens e um dos mais respeitados profissionais do turismo brasileiro. O hotel, com a marca Linx, visa atender àqueles passageiros que têm conexões demoradas ou precisam pernoitar nas proximidades do aeroporto. Outro hotel, com a mesma marca, será construído nas imediações do Aeroporto Internacional do Rio.

Não se conhecem mais detalhes, por enquanto, mas a chegada do Grupo GJP à capital mineira está confirmada. Antes dela, o presidente Guilherme Paulus já assinou contrato para construção do Hotel Linx Juiz de Fora Federal, com 168 apartamentos, em frente à Universidade Federal de JF e ao lado do Hospital MonteSinai. Cada apartamento tem 24m2, num prédio de 18 anares,  e vão participar do empreendimento investidores locais. As obras serão iniciadas dentro de 4 meses, com previsão de inauguração em 2016.

O contrato foi assinado entre o empreendedor Geraldo Rezende, empresário conhecido na Zona da Mata, e Guilherme Paulus. A empresa mineira JR & MvS Consultoria, de José Aparecido Ribeiro e Maarten van Slujs, deu assessoria ao porojeto e aproximou os dois empreendedores. Na foto da assinatura do contrato em São Paulo, na sede da GJP, aparecem Guilherme Paulus, José Aparecido e Geraldo Rezende.

A GJP já possui 16 hotéis no Brasil, entre eles o famoso Hotel da Bahia, em Salvador, que vai entrar em operação após longa e milionária reforma. Outros destaques da rede:  Serrano Resort e Alpenhaus, em Gramado, na Serra Gaúcha; Sete Coqueiros, na praia de Pajuçara, em Maceió; Village Pratagy, também no litoral de Alagoas; Iguaçu Resort, em Foz; Yak Hotel, na Via Costeira, em Natal; Marupiara, em Porto de Galinhas; e Costa Brasilis, na Bahia.


Boston, mais uma cidade dos EUA
ligada a Belo Horizonte via Panamá


A oitava cidade dos Estados Unidos a ser ligada a Belo Horizonte pelos jatos da Copa Airlines, via Panamá, é Boston, um dos mais importantes pólos industriais, científicos e culturais daquele país. Boston, no estado de Massachussets, é a sede da Universidade de Harvard, a mais famosa e respeitada dos EUA, e do legendário MIT, o instituto de tecnologia conhecido internacionalmente.

As outras cidades  americanas para onde a Copa voa são Nova York (Aeroporto JFK), Chicago, Los Angeles, Miami, Orlando, Las Vegas e Washington DC.O Aeroporto de Boston (Logan International) é um dos 30 mais movimentados do mundo. Além de ser o destino turístico mais importante da chamada Nova Inglaterra, a metrópole é muito importante no esporte norte-americano por três equipes - Boston Celtics, no basquete da NBA, New England Patriots, no futebol americano, e Red Sox, no beisebol.

Os voos par Boston serão a partir de 10 de julho, saindo de seis cidades brasileiras. No momento, são 3 voos diários decolando de Guarulhos; mais um saindo de Belo Horizonte-CNF, Rio Galeão, Brasília e Manaus, e quatro frequências semanais de Recife. 

Os mineiros já podem fazer suas reservas no site da Copa ou na sua loja em Belo Horizonte, na esquina de Av. Bias Fortes com Rio de Janeiro. Os valores são a partir de US$ 953 mais taxas de embarque. Na ida, os voos são CM-764/718, decolando de Confins às 2h37 da madrugada e pousando em Boston às 18h16 locais.

Na espera do voo de conexão, os passageiros têm condução gratuita para o shopping Metromall, próximo do Aeroporto Internacional de Tocúmen (Hub de las Americas), e não têm com que se preocupar, pois a bagagem foi despachada diretamente para Boston.

No regresso, voo CM-719/765, partida de Boston às 9h54 da manhã, espera da conexão no Panamá e reembarque para Belo Horizonte, pousando em Confins à 1h34 da madrugada. As rotas são operadas com Boeing 737-800 Next Generation, oferecendo 14 poltronas na executiva e 141 na econômica, total de 155. 

A Copa, novo membro da Star Alliance, já voa para 64 destinos em 29 países, integrando as Américas do Norte,Central e do Sul, e ilhas do Caribe. Sua frota tem 80 aeronaves,das quais, além dos 34 Boeing 737/800, 20 modelos são da série 700 e os demais 26 são jatos Embraer 190, fabricados em São José dos Campos-SP.

A gerente regional da Copa Airlines em MG é Jacqueline Miranda Ledo, também responsável pelas bases do Rio de Janeiro, Brasília e Manaus e muito prestigiada pela direção da Copa em nosso país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário