quarta-feira, 2 de outubro de 2013

AS ATRAÇÕES DO OUTONO NA CAPITAL DE PORTUGAL



ROTEIRO DE COMPRAS E GASTRONOMIA EM LISBOA

 
Durante o verão e outono, há sempre mesas com toldos coloridos dos restaurantes nas calçadas de pedra da Rua Augusta


Lisboa é a capital mais barata da Europa para os turistas brasileiros, principalmente agora quando o euro está cotado a mais de R$ 3,20. Se for comparada com Paris, Londres e Roma, aqui tudo custa menos - alimentos, bebidas, roupas, calçados e artigos variados.  Até a água mineral, cuja garrafa pequena pode custar mais de 2 euros em outras cidades (mais de R$ 7), aqui sai por menos.

O sanduíche que em Paris é pago a 8 euros aqui sai por menos de $ 5. Cerveja, vinhos e refrigerantes também valem menos. Então, começar a viagem à Europa por Portugal tem esta vantagem adicional: economizar aqui para gastar mais lá adiante.

Cumprindo o que foi prometido no lançamento deste blog, hoje acompanhado em mais de 45 países, o tema desta edição são roteiros de compras e gastronomia na capital de Portugal, que valem para o resto do país. Aqui seu euro vale mais.

Pouca gente sabe que, nos arredores de Lisboa, há um Outlet com mais de 140 lojas, especializado em moda para toda a família, com descontos de até 50%. No Freeport, griffes de estilo e marcas famosas estão presentes, como Zara, Max Mara, Burberry, Calvin Klein, Versace, Gant, Pierre Cardin, Carolina Herrera, Hugo Boss, Mango, Cacharel, Adidas, Puma etc. Tem até loja das famosas porcelanas Vista Alegre.

É preciso cruzar o Rio Tejo pela Ponte Vasco da Gama, na região do Parque das Nações, pois o Freeport fica em Alcochete, a 5 minutos da ponte. Pode-se partir da Gare do Oriente pelos ônibus 431 e 432. Há partidas também de Campo Grande. .De autocarro (trem), as principais linhas são Barreiro 410, Cais Seixalinho 412, Setúbal 413 e Montijo 437.

Na área de alimentação, o Freeport shop tem comida portuguesa, japonesa, chinesa, mexicana, espanhola e brasileira. Tem também lanchonetes com sanduíches e saladas, e lojas de sorvetes e doces.  

Na hora de escolher a cerveja, há uma distinção: os torcedores do Benfica só pedem a Sagres, sua patrocinadora, e os do F.C. do Porto, pela mesma razão, só aceitam a Super Bock. Já o turista, que não tem nada a ver com isso, toma as duas.

Veja mais no site www.freeport.pt. O Outlet abre das 10h às 22h, de domingo a quinta-feira, e às sextas e sábados, fica aberto até meia noite. Para os jovens, há o Tazz, um centro de entrenimento com bar, restaurante, mesas de sinuca, boliche e jogos de dardos, além do Sniper, um centro de jogos virtuais, de armas reais com laser.

Importante saber que Alcochete fica na margem esquerda do estuário do Tejo e é uma pequena cidade (chamam de vila) com o encanto das tradicionais construções ribeirinhas. Tente visitar a Igreja da Misericórdia e a Matriz. Há passeios de barco pelo Tejo e visita ao Sítio das Hortas, que combina natureza e esportes.

O Arco da Rua Augusta, uma das marcas registradas da capital de Portugal, é uma das passarelas da cidade 
 
 

CRISE ECONÔMICA PROVOCOU BAIXA NOS PREÇOS

Como reflexo da grave crise econômica no país, os preços caíram e tentam se ajustar ao poder aquisitivo dos portugueses. Isso beneficia os turistas, que acabam pagando menos do que esperavam. Vale  tanto para o comércio elegante da Rua Augusta, Rua do Ouro e Rua da Prata, além do Shopping Amoreiras (este na parte alta, perto da Praça do Marquês de Pombal)  como nas lojas da Baixa Pombalina e Chiado.

É possível encontrar vestidos, agasalhos, jaquetas, blazers e roupas variadas nas lojas Bruxelas,  e vestidos de festa na loja Zeva. E há preços reduzidos também nas lojas da tradicional Rua dos Fanqueiros,a partir da Praça da Figueira. 

Em volta desta praça, anote essas sugestões: loja Desporto Monte Branco, com excelente oferta de tênis, agasalhos, chuteiras e moda esportiva em geral, com uma loja na Rua dos Fanqueiros 58 e outra na Rua João das Réguas 6, na Praça da Figueira; e Mundo das Malhas, sempre visitada pelos brasileiros, encantados com a atenção do dono Carlos Augusto (carioca de Niterói) e a simpatia de suas três Marias (Helena, Elisabete e Fernanda), onde o turista encontra moda feminina e masculina a baixo custo na Praça da Figueira 13A. 

Indispensável visitar o Shopping Vasco da Gama, no Parque das Nações, acesso de táxi ou pelo metrô que chega à estação Oriente. Há excelentes sugestões e bons preços em vestidos, blusas, gravatas, ternos (fatos), blazers, roupa infantil, óculos, relógios, bijuterias, eletrônicos em geral e grande variedade de artigos. Destaque para a praça de alimentação no piso superior, reduto de saladas e ótima comida portuguesa, além de cantinas e refeições rápidas.

Ainda no Shopping Vasco da Gama, o hipermercado Continente tem as melhores ofertas em vinhos do Porto e tintos do Alentejo, conhaques, licores, uísques escoceses, chocolates, azeites portuguesas e enlatados em geral. Fica no andar inferior, mas com acesso à estação Oriente. 

No Continente, um bom azeite português extra virgem pode custar 3 euros e até menos; patê de atum a 45 cêntimos de euro (duas latas por menos de 1 euro, ou R$ 3,20); e os melhores atuns em lata de Portugal a custo incrível, como o Ramirez a $ 1,34, o Vasco da Gama a $ 1,44 e o Calvo a $ 1,24. O licor Amarguinha (amêndoa  amarga), que custa 10 euros no freeshop Fast do aeroporto, aqui sai por $ 7,25.

O bondinho vermelho espera pelos visitantes estrangeiros na Praça do Comércio e faz o trajeto até Belém


O BACALHAU DA RUA DAS PORTAS DE SANTO ANTÃO

O endereço do bacalhau mais barato do mundo é na Rua das Portas de Santo Antão, no coração de Lisboa, perto do Teatro D. Maria I, do Rossio e do Hotel Mundial. Aqui, você pode jantar um bacalhau à lagareiro, à Gomes de Sá, grelhado na brasa, cozido com batatas ou bacalhau com natas custando de 8,50 euros até $ 11 ou $ 12. De preferência, acompanhado de vinho branco Planalto, da região do Douro.


Os restaurantes ficam enfileirados, lado a lado, ou frente a frente. São mais de 20 lugares pera jantar, incluindo cantinas italianas, com mesas internas ou nas calçadas. Há sempre músicos tocando acordeon por perto, em troca de algumas moedas. Gente passando sem parar, indo e vindo. Apesar de não se ver policiamento, o lugar é tranquilo.

Mas nem só de bacalhau vive esta vitrine gastronômica de Lisboa. Há mariscadas, cataplanas, espetadas, parrilhada de peixes, caldeirada de lagostas, cabrito assado, rojões à Minhota, vitela assada, sardinhas graúdas nas brasa, cochinillo (leitão) assado, arroz de mariscos etc.

Nos últimos anos, tenho ido mais ao Rest. Inhaca, apesar do estranho nome (restaurante-inhaca.pt). Comida muito boa, com mariscos sempre frescos, você mesmo escolhe sua lagosta. Na última vez, em fevereiro passado, por ocasião da BTL de Lisboa, o gerente em serviço era Armando Batista. E o garçom Chigilia, de Moçambique. O bacalhau custou 12 euros, à lagareira. Com o vinho, o jantar saiu por menos de 30 euros. 

O Inhaca fica à direita, vindo do Rossio, número 8 da rua. Perto dele estão o Santiago, Torremolinos, Lagosta Real (numero 37, com viveiros próprios e mariscada variada), restaurante A Brilhante, Solmar e restaurante Pérola, muito bom e ligeiramente mais caro, número 97, lado esquerdo, perto do teatro. Há também O Churrasco (restauranteochurrasco.com.pt). bastante frequentado.

Fora daqui, você pode experimentar o Concha d'Ouro, restaurante e marisqueria, Rua Augusta 238, no Rossio (conchadouro@sapo.pt). Este fica aberto até 1 da madrugada e tem show de fado às quintas e sábados. Há vários restaurantes na Augusta, a passarela do coração de Lisboa, sempre com mesas na calçada e toldos coloridos.

Com o metrô de Lisboa é  fácil visitar todos os pontos turísticos


Não se esqueça de conferir os últimos lançamentos de vinhos do Porto na Casa Macário, número 272 da Augusta (casamacario.com), que comemorou 100 anos em março passado. Sua coleção de vinhos das caves de Vila Nova de Gaia e Vale do Douro é considerada a mais completa da capital portuguesa, com rótulos de mais de 90 anos.

Outra famosa loja de vinhos é Napoleão, com dois endereços: Rua dos Fanqueiros 70 e filial Chiado na Rua da Misericórdia 123. Tem rótulos importantes e preços de ocasião (napoleao.pt). Atendimento cordial e ambiente fino.

O Café Luso, na Travessa da Queimada 10, Bairro Alto, tem instrumentistas e shows de fado (cafeluso.pt). O restaurante Ribadouro, outra sugestão, fica na Av. Liberdade 155, próximo à Rua do Salitre, e abre de meio-dia até 1.30 da madrugada. Estão na Av. Liberdade as lojas mais finas da cidade e hotéis de luxo. 

No topo do Elevador de Santa Justa, você pode conferir o restaurante Bella Lisa, em amplo terraço e linda vista da Baixa, Rossio e Chiado. Na Rua Garrett 19, no Chiado, recomendo a pizzaria Mezzo Giorno.

Há excelentes restaurantes por toda parte em Lisboa, como os do Cais do Sodré e adjacências, onde a vida noturna é efervescente. Os melhores shows de fado são nas noites de sexta e sábado. Muitos restaurantes abrem no domingo para almoço, enquanto outros fecham na terça ou quinta, para descanso do pessoal.

A grande vantagem em Lisboa é que não sabem quem sou, entro e saio como turista comum, acompanhado pela mulher ou não, e nunca me identifico como jornalista, com medo de que pensem que vou pedir desconto. Não e não.  


HOTEL MUNDIAL,  COM MAIS HÓSPEDES BRASILEIROS


 
Com mais de 4 décadas de tradição, o Hotel Mundial tem localização privilegiada no coração de Lisboa 

Mais do que um hotel de 4 estrelas com serviço de qualidade, o Mundial se destaca pela qualidade do atendimento e simpatia de sua equipe. Depois de experimentar mais de 10 hotéis em Lisboa, acabei optando por este. Não me arrependi até agora, e a hospedagem valeu o que custou. 

A diária paga é fixada segundo a época do ano. É também o preferido da maioria dos grupos e passageiros individuais do Brasil que visitam Lisboa, graças ao trabalho e bom relacionamento do diretor Manuel Pinto com a comunidade turística brasileira. Claro que ele esteve presente, mais uma vez, no estande de Portugal e da TAP no Congresso da Abav Nacional, em São Paulo, há menos de um mês. 

Com 350 apartamentos num prédio de nove andares (sendo 3 suítes e 5 júnior suítes), o hotel foi inaugurado em dezembro de 1958 e passou por vários acréscimos nesses 55 anos, sendo hoje uma das referências na hotelaria de Lisboa e dominando o cenário da Baixa Pombalina. Os hóspedes dos apartamentos de frente têm uma bela vista do Castelo de São Jorge e da região do Rossio.   

Entre os destaques do Mundial, está o restaurante Varanda de Lisboa, no 8° andar, especializado em gastronomia portuguesa e internacional, considerado um dos melhores da capital. Seu bacalhau é famoso. No primeiro andar, o restaurante Jardim Mundial proporciona um ambiente descontraído, com farto café da manhã (mais de 40 itens) e seleção de pratos ligeiros durante o dia. 

Há também o Rooftop Bar no terraço no 9° andar, para coquetéis e refeições rápidas, em mesas com toldos brancos. A carta de vinhos do hotel é considerada excelente por especialistas.

Todos os apartamentos têm ar condicionado, telefone, rádio, TV via satélite, minibar, cofre, janelas com vidro duplo, secador de cabelo, roupões de banho e acesso internet wireless (ver o site www.hotel-mundial.pt).

Muitas operadoras e agências de viagens mineiras prestigiam o Mundial, como Master Turismo, Primus, Unitour, Ytur, Duomo, Roteiro, Belvitur, Nascente, LCN Viagens, B & L Travel, Ártico, Mayor, Estação de Turismo e outras. Manuel Pinto sempre participa de missões comerciais do Turismo de Portugal no Brasil e tem grandes amigos em Belo Horizonte.

O hotel fica na renovada Praça Martim Moniz 2, no coração de Lisboa, com bondinho amarelo em frente e muito próximo da Praça da Figueira, por onde passam as principais linhas do metrô de Lisboa. Perto também da estação ferroviária do Rossio, da Praça Dom Pedro IV, do comércio elegante da Av. da Liberdade, do Teatro D. Maria I e dos restaurantes da Rua das Portas de Santo Antão.

O farto café da manhã do Hotel Mundial


Na galeria comercial, ao lado do hotel, os hóspedes têm 10% de desconto. Na portaria, há folhetos disponíveis sobre as melhores atrações portuguesas e vendem-se excursões. Há também folders de shoppings, casas de fado e museus da cidade.

O bar São Jorge, no lobby do hotel, serve variados coquetéis e os melhores vinhos da adega, alguns com mais de 50 anos armazenados numa cave subterrânea, onde há degustações para grupos selecionados - tudo isso sob supervisão do escanção Antonio Correia, também gerente de Alimentos e Bebidas, e casado com d. Catarina Gomes, que coordena o serviço no Jardim Mundial.

Os hóspedes brasileiros, que sempre voltam, acabam se tornando amigos de muitos expoentes da equipe do Mundial, como o assistente de Direção Marcelino Fragueiro, a supervisora de reservas Patrícia Fernandes (tem 15 anos de casa e esbanja simpatia); o capitão porteiro Angelo Vieira (o primeiro sorriso que me recebe em Lisboa); as telefonistas Tânia Résio, Andréia Silva e Ana Rita Mestre; e a equipe da Recepção, com José Mendonça, Fernando Marranita, Odete Simões, Pedro Mendes, Filipe Neves, Catarina Santos, Joana Souza e João Lopes.

O Mundial também é uma casa portuguesa, com certeza.  

A Praça do Marquês de Pombal, marco da cidade, emoldurada pelos belos jardins do Parque Eduardo VII




SÃO MAIS DE 50 CONEXÕES NO AEROPORTO DE LISBOA

Portela de Sacavém, o aeroporto internacional de Lisboa - que se mostra próximo da saturação e aquém das necessidades do turismo de Portugal -, vem sendo a principal porta de entrada na Europa para os brasileiros que voam pela TAP, com decolagens em 10 aeroportos nacionais - nove capitais e mais Viracopos, em Campinas.

Em Portugal, são nove destinos Lisboa, Porto e Faro (Algarve). Na Ilha da Madeira, a linda capital Funchal e Porto Santo. No Arquipélago dos Açores: Horta, Terceira, Pico e Ponta Delgada.

Na Europa, há conexões em Lisboa para mais de 40 destinos: Frankfurt, Hamburgo, Munique e Berlim, na Alemanha; Zagreb, na Croácia; Madri, Barcelona, Málaga, Bilbao, La Coruña, Sevilha e Valência, na vizinha Espanha; Paris, Lyon, Marselha, Nice, Toulouse e Bordeaux, na França; Roma, Milão, Veneza, Bolonha e Turim, na Itália; e Londres e Manchester, no Reino Unido..

Outras conexões européias importantes, com a vantagem de chegar de Belo Horizonte pela TAP e não perder tempo ao voar para novos destinos: Luxemburgo, Oslo, Bruxelas, Amsterdam, Copenhague, Atenas, Viena, Moscou, Varsóvia, Estocolmo, Genebra, Zurique, Helsinque, Bucareste, Budapeste, Praga e Luxemburgo.

Na África, são 13 destinos: Dakar (Senegal), Maputo (Moçambique), Bissau (Guiné-Bissau), Luanda (Angola) e São Tomé (São Tomé & Príncipe). As duas ligações atuais para o Marrocos (Casablanca e Marrakech) serão acrescidas de uma terceira, para Tanger, em outubro. Da mesma forma, o arquipélago de Cabo Verde, que já tem voos para Praia, Ilha do Sal e São Vicente, vai ganhar uma nova rota para a Ilha da Boa Vista.

Além do Brasil, com 76 voos semanais, o único país servido pela TAP na América do Sul é a Venezuela, onde há um grande contingente de imigrantes portuguesas. O mesmo ocorre nos Estados Unidos, onde a companhia voa para Miami e Nova York. No total, são 2.250 voos operados por semana.

No ano passado, a TAP transportou 1,6 milhões de passageiros nas rotas brasileiras, atingindo ao final de  2012  o recorde de 10,2 milhões de viajantes em seus jatos Airbus dos modelos A330-200 e os quatro A340-300, mais utilizados nas rotas do Rio e São Paulo. Estes têm um raio de ação de 13.000 km, contra os 12 mil dos A330-200. Na rota de BH/Confins, os Airbus A330-200 têm configuração de 263 poltronas, sendo 24 os assentos Recaro na classe executiva.

Ao participar do recente 41° Congresso da Abav Nacional e Feira das Américas, no Anhembi, entre os dias 4 e 8 de setembro - e representada pelo vice-presidente Luiz da Gama Mór e o diretor geral para a América do Sul, Mário Carvalho - , a TAP apresentou sua nova carta de vinhos, escolhidos por um júri de nove especialistas, entre 10 vinhos brancos, 10 tintos e quatro espumantes. Este júri experimentou antes, em terra, 40 vinhos brancos, 40 tintos e 10 espumantes. A prova final foi num A330 a mais de 10 mil metros de altitude.

Para reservas e informações de voos, a central atende pelo número 0300-210-6060.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário