domingo, 16 de fevereiro de 2014

MACEIÓ, A MAIS BELA ORLA DO NORDESTE, BOA ESCOLHA EM QUALQUER ÉPOCA DO ANO



Orla de Maceió, com o movimentado calçadão e belos hotéis


Se você pretende tirar férias neste final de fevereiro, ou em março e abril, mas quer fugir do Carnaval e Semana Santa por causa dos preços mais caros, pode colocar Maceió na sua lista de prioridades. A ensolarada capital de Alagoas, cada vez mais acolhedora, é sempre um grande destino turístico nacional, em qualquer época do ano. E sua rede hoteleira é uma das melhores do país.
É o próprio Guia  Quatro Rodas quem diz, com a autoridade de quem conhece mesmo, e em matéria assinada por Jennifer Ann Thomas:
-"Maceió é a capital com a orla urbana mais bonita do Nordeste. O melhor trecho é a trinca formada por Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca. Ali, o mar esverdeado compõe a paisagem com piscinas naturais, as melhores barracas para comer sururu, bons hotéis, restaurantes estrelados e um calçadão repleto de esportistas. À noite, as principais cabanas de praia  - Lopana e Kanoa, em Pajuçara - ficam lotadas. Longe do Centro, a costa de Maceió tem praias ainda mais belas- e tranquilas".
Maceió fica a 266 km do Recife, 283 de Aracaju e 604 de Salvador. O Aeroporto Zumbi dos Palmares é um dos mais movimentados do Nordeste, já precisando de mais uma ampliação para dar conta do movimento. Muitos dos hotéis já estão lotados para o Carnaval e Semana Santa, mas o turista pode ir antes ou depois, encontrando diárias mais favoráveis.
Na Copa do Mundo, a capital alagoana espera receber muitos estrangeiros que forem assistir aos jogos nas arenas de Recife e Salvador. Maceió é convidativa e hospitaleira, mas tem problemas na segurança - afinal, qual a grande cidade brasileira, ou média, que não tem?

A vida aqui é mais barata. O coco gelado, no calçadão da praia, custa menos da metade, comparado ao do Rio no verão. Você paga menos também pelo sucos naturais, batidas tropicais e picolés. E as dezenas de lojinhas na feira de Pajuçara têm todo tipo de bordados, rendas da Maré, redes para dormir, camisetas, bonés, bijuterias, artesanato, chapéus de cangaceiro e artigos para presentes, a custo reduzido.

O melhor de todos os passeios, em jangada, sai todas as manhãs para as piscinas naturais de Pajuçara, sua chance de conhecer impressionantes  formações de corais, e almoçar por lá mesmo, pois há serviço de bar, espetos de camarão, frutos do mar e petiscos variados, além de salgadinhos. Cerveja estupidamente gelada, como se dizia no passado.


       PRAIA DO GUNGA, FLORESTA DE COQUEIROS
         E MUITA BELEZA EM BARRA DE SÃO MIGUEL
Praia do Gunga, em Barra de São Miguel, e sua floresta de coqueiros.
Há outros excelentes passeios disponíveis, como à cidade histórica de Marechal Deodoro, Praia do Francês, Maragogi (com  o espetacular  Salinas Resort) e Praia do Gunga, em Barra de São Miguel, com extensa faixa de areia, ondas fortes e uma bela floresta de coqueiros. Uma das maiores atrações do litoral Sul.

Maragogi fica ao norte e se tornou uma das maiores atrações turísticas de Alagoas, lugar ideal para férias, dias de descanso e finais de semana. Também se destacam Pratagy, Ypioca e muitas outras praias, sempre emolduradas por milhares de coqueiros.

Se você está indo a Maceió pela primeira vez, não deixe de experimentar o caldinho de sururu nas barracas da praia, algumas delas envidraçadas e com amplos pátios. E fique sabendo que o bairro depois de Jatiúca se chama Cruz das Almas, nome de um antigo cemitério, daí ser agora conhecido por Lagoa da Anta.

Se quer comer bem, vá ao premiado Wanchako, em Ponta Verde, considerado um dos melhores cardápios peruanos no Brasil. Se quer massas e pizzas, pode anotar: Bendita Massa, Armazém Guimarães, Massarela  e Santorégano. Se procura pescados, vá ao Akuaba, em Jatiúca, e se for visitar Ypioca procure conhecer o restaurante Oca. Para gastronomia nordestina, tente conhecer o Carne de Sol do Picuí, no bairro Jaraguá, um dos pontos mais atraentes da cidade, pela vida noturna agitada. Lugar de mulher bonita.

Não se esqueça de provar  as tapiocas doces e salgadas em frente ao Maceió Atlantic Suítes. E pode fazer boas compras no Shopping Maceió (ex-Iguatemi) ou Parque Shopping, em Lagoa da Anta. Anote também: o Spettus, de frente para o mar de Jatiúca,  considerado o melhor rodízio de carnes.

 Um táxi do aeroporto à orla custa R$ 70 em média. Todos os hotéis têm à sua disposição bons  passeios das operadoras locais Transamérica, WS Turismo, Luck Receptivo e Aeroturismo. Os mineiros, da capital e interior, podem  encontrar pacotes para Maceió à venda nas principais operadoras, como CVC, Nascimento, Visual, Master Turismo, Primus, Interpool e outras.

Leia mais sobre a bela capital alagoana no site
www.turismo.maceio.al.gov.br



          EM JATIÚCA, O MACEIÓ ATLANTIC SUÍTES

      É UM DOS PREFERIDOS PELOS MINEIROS
Maceió é uma boa escolha para férias, temporadas, feriados ou até um final de semana prolongado no Nordeste, com uma variada oferta hoteleira, para todos os orçamentos - destaque obrigatório para o Ritz Lagoa da Anta, Radisson, Jatiúca Resort e Maceió Atlantic Suítes. Este fica num ponto privilegiado de Jatiúca, na Av. Álvaro Otacílio 4065, sendo um dos preferidos pelos mineiros. Os mais abonados costumam se hospedar nas suites duplex, com piscina na cobertura.
Já com 22 anos de operação, pois foi aberto em 1992, o Atlantic Suítes fica próximo das melhores barracas de praia. Seu restaurante Riacho Doce é especializado em pratos internacionais e comida regional, com todas as tentações gastronômicas do Nordeste. Um dos destaques é a noite típica nordestina, em volta da piscina; ou  a feijoada aos sábados, também na pérgola. O melhor caldinho de feijão e caipirinha da cidade.
Há recreação na piscina para crianças e adultos, das brincadeiras e gincanas à hidroginástica. O bar da piscina, coberto com sapé, serve batidas tropicais, água de coco, sucos naturais, cerveja gelada, chope e uma grande variedade de petiscos. A piscina é rodeada por jardins sempre bem cuidados, com palmeiras tropicais, coqueiros e muitas flores. Há saída direta para a praia, sempre com segurança.
O hotel tem 182 apartamentos, mas muitos acabaram se tornando residência dos proprietários e condôminos, e ficaram 152 para serem comercializados. Neste final de fevereiro, e todo o mês de março (sem incluir Carnaval,  já lotado), a diária mais baixa sai por R$ 361 para casal, sem taxa. No Carnaval e Semana Santa, (também lotado), a menor diária num duplo custou R$ 571 e a suíte com piscina, R$ 916 para casal.
O diretor geral do hotel é Alfredo Rebelo, ex-presidente do Maceió Convention & Visitors Bureau por 2 mandatos. Está à frente do empreendimento desde quando ele se chamava Meliá Maceió e firmou seu conceito junto às companhias aéeas, operadoras e agências de viagens. Para reservas e mais informações, o email é: reservas@maceioatlantic.com.br. Telefone: (82) 2121-5656. Mais detalhes no site www.maceioatlantic.com.br
Telefones de outros hotéis de Maceió, DDD 82: Ritz Lagoa da Anta (2121-4000); Radisson (3202-4900); Jatiúca Resort (2122-2000); Ponta Verde (2121-0040); Marinas Maceió (2122-7000); Jatiúca Flat (2122-2100); Mercure Pajuçara (2122-9500); Ritz Coralli (3177-6400); Maceió Mar (2122-8000);, Reymar Express (3217-1000); Pajuçara Praia (4009-1000); Ritz Suites (2121-4099); e pelo menos mais duas dezenas de meios de hospedagem disponíveis.

Maceió Atlantic Suítes, presente há 22 anos no mercado.



    TROFÉU GUARÁ, UM ENCONTRO NO CATHARINA

  REUNINDO DUAS GERAÇÕES DO ESPORTE MINEIRO

Tive a honra, como editor de Esportes e colunista, de participar - por muitos anos, a partir de 1963 - da escolha dos premiados do Troféu Guará, mais uma entre tantas promoções inteligentes e vitoriosas da Rádio Itatiaia, sob o comando do saudoso Januário Laurindo Carneiro, o homem que desbravou, para o rádio em MG, os caminhos de todos os continentes.
Renunciando à coluna esportiva e ao cargo de editor, em setembro de 1984, dois anos após a morte de nosso filho Luiz Otávio, já não pude ter depois participação tão efetiva, mas continuei acompanhando o Guará à distância. Uma justa homenagem ao Perigo Louro, do Atlético, um dos maiores atacantes do futebol mineiro no passado, cuja carreira foi prematuramente encerrada num choque com o beque Caieira, do Cruzeiro.
Já com mais de 40 anos dedicados ao Turismo, tive a honra de ser convidado por Emanuel Carneiro - responsável pelo extraordinário avanço da Itatiaia nas últimas décadas - para participar da 51ª edição, no Buffet Catharina, numa  verdadeira festa do futebol em nosso Estado, representando o encontro de duas gerações vitoriosas: a de Dirceu Lopes, Raul Plassman, Paulo Isidoro e Palhinha, honrando o futebol dos anos 60 e 70; e da geração de hoje, com Everton Ribeiro, Nilton, Egídio, Dedé, Pierre, Marcos Rocha, Jô, Rever, Diego Tardelli, Victor e Ronaldinho R10.
Eles formam a Seleção Guará de 2013. 
Everton Ribeiro, o craque do ano de 2013.

Prestigiada por altas autoridades dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, pelo setor empresarial e pelos meios de Comunicação, a festa do 51° Guará reuniu centenas de convidados. Foram também entregues os troféus ao Atlético, como bicampeão mineiro e ganhador da Copa Libertadores; Cruzeiro, tricampeão brasileiro; Marcelo Oliveira, técnico do ano; Everton Ribeiro, maior craque de 2013; Jô, artilheiro da temporada; Alexandre Kalil, dirigente do ano; Lucas Silva, maior revelação; Ricardo Marques Ribeiro, juiz do ano; e Carlinhos Neves, melhor preparador físico.

Também receberam seus troféus: URT de Patos de Minas, campeã do Módulo II; Nacional de Uberaba, campeão da 2ª Divisão; Neves Futebol Clube, campeão mineiro feminino; e Cruzeiro, campeão júnior. Duas homenagens mais do que merecidas: ao Minas Tênis Clube, campeão brasileiro de natação, e Sada Cruzeiro, campeão mundial de vôlei. Dois títulos históricos para MG em 2013.
Com modernos recursos audiovisuais e belas imagens do passado e do presente - e a marcante atuação da melhor equipe do rádio mineiro (disparada)  há vários anos -, a Itatiaia reafirmou aquilo que todo mundo sabe: é a poderosa e vibrante voz do esporte em MG e sua principal força. Basta citar Alberto Rodrigues, Úrsula Nogueira, Mário Henrique - o Caixa, Júnior Brasil, Ênio Lima, Cadu Doné, Maurílio Costa, Roberto Abras, Thiago Reis, João Vitor Xavier, Carlos Sevidanis, Marco Antonio Brucchi, Orlando José  e tantos profissionais competentes.  Lembrar ainda Márcio Dotti, José Lino Souza Barros, Acyr Antão, Chico Maia, Luiz Carlos Alves, Flávio Anselmo,  Eduardo Costa, Carlos Viana, Eustáquio Ramos, Aparecida Ferreira, Gabriela Spezialli e outros.

A Itatiaia continua imbatível. Parabéns ao Emanuel Carneiro e todos os seus companheiros.

 
   FREI CLÁUDIO ESTÁ  NO CORAÇÃO DE SEUS FIÉIS,

  COM SUA CULTURA, CARISMA E AUTENTICIDADE
É indispensável falar de Frei Cláudio van Balen, 80 anos (e não 81, como muitos escrevem erradamente),  intimamente ligado à vida e à obra social e religiosa da Paróquia do Carmo, na Zona Sul de Belo Horizonte. Centenas de pessoas o admiram pelo seu jeito espontâneo de ser, seu carisma, sua cultura e autenticidade, sua personalidade marcante. Talvez seja uma das pessoas mais queridas na capital dos mineiros. Autor de vários livros, e preparando outros. Um requisitado palestrante acostumado a auditórios superlotados. Sempre aberto e disponível, a qualquer hora, se for para visitar doentes ou dar extrema unção aos desenganados.

Muito jovem, recém-ordenado, ele deixou sua família na Holanda natal  e cruzou o Atlântico disposto a pregar a palavra de Deus num país grande e desconhecido. Uma tarefa missionária, que ele não tinha a menor ideia sobre o alcance que teria. Falar não daquele Deus que se conhecia na época - um todo-poderoso no alto do trono,  punitivo, vingativo, impiedoso e cruel, sempre com o dedo em riste, e na tocaia para nos castigar. Era um Deus diferente, que personifica a reconciliação, o perdão, o fim das desigualdades, a fé sem medos e remorsos, a abertura ao próximo, o desapego aos bens materiais, a solidariedade entre as pessoas - somos todos irmãos e filhos do mesmo Pai.

Aquela que seria uma simples obra apostólica acabou se transformando numa correção de rotas, uma reviravolta  e um novo sentido da vida para todos aqueles que o conheceram e o admiram. Excessivamente modesto, ele não precisa bajular os poderosos porque gosta muito mais dos pobres, injustiçados, marginalizados e excluídos - das prostitutas aos presidiários.Tudo aquilo que o Papa Francisco fala hoje, e encanta o mundo, Frei Cláudio já pregava há décadas: os cardeais, arcebispos e bispos saírem de seus palácios e ir ao encontro do sofrido povo de Deus nas ruas, favelas e periferias. Ter disponibilidade para servir. Ocupar-se com mais atos e menos palavras. 

Frei Cláudio Van Balen, 80 anos de muita luta e sacrifícios.


Por que falar de Frei Cláudio aqui e agora? Porque acompanho sua trajetória há mais de 40 anos, tenho a honra de ser seu paroquiano, mesmo morando em outro bairro, e o privilégio especial de nos considerar seus amigos - da mulher Ana Maria (voluntária na alfabetização de adultos), dos filhos Luiz Otávio (in memoriam), Marcelo e Ana Cristina, do genro Cássio, da nora Ana Collares e dos três netinhos (Rafael, Mariana e Larissa), que ele batizou.

Frei Cláudio sofreu muito, e calado, nas últimas semanas. Foi atacado de várias formas e denegrido na internet. Não revidou as injustiças, nem desmentiu tudo de errado que se publicou sobre ele. Sofreu pressões e constrangimentos, mas mostrou estar acima disso. Punido sem culpa, foi afastado por dois domingos da tradicional missa das onze na Paróquia do Carmo, mas voltou nos braços do povo, recebido por dezenas de fiéis emocionados até às lágrimas, cantando e agradecendo a Deus por este retorno. Encontrou-se uma solução honrosa e cristã para uma crise que ele não criou. Ele estava descansando numa casa em Lagoa Santa enquanto as pessoas protestavam na porta da igreja e escadarias, ou davam a volta ao quarteirão de mãos dadas.

A Frei Cláudio van Balen, esta manifestação de carinho e respeito, partindo de alguém que jamais ia imaginá-lo como um desagregador com ânsia de poder, um ativista da desunião - logo ele, que sempre trabalhou pela paz.

Hélio Fraga
Fevereiro de 2014
-------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário