domingo, 20 de abril de 2014

A PAIXÃO DE CRISTO EM NOVA JERUSALÉM, AULA DE COMPETÊNCIA E PROFISSIONALISMO




Desde sua primeira edição, em 1968, a Paixãode Cristo em Nova Jerusalém, no Agreste de Pernambuco, se tornou conhecida nacionalmente pela competência e profissionalismo com que foi organizada. Já nasceu grandiosa, e com um cenário espetacular, mas foi-se aprimorando com o passar dos anos, até se transformar num show de categoria mundial. Não fica nada a dever a grandes eventos internacionais. Tornou-se uma superprodução.
Sua localização exata é em Fazenda Nova, distrito de Brejo da Madre de Deus, a 51 km da sede do município de Caruaru. Este, por sua vez, fica a 137 km do Recife por estrada asfaltada. Outras distãncias importantes: Serra Talhada fica a 299 km, Salgueiro a 404, Garanhuns a 196 e Campina Grande (Paraíba) a 173 km. 
Os palácios romanos de Nova Jerusalém lembram as grandes produções de Hollywood

A cidade-teatro foi toda construída em pedra, e cercada por muros altos, sobre um terreno arenoso, típico do sertão brasileiro. Tudo ali é grandioso, a começar pelos cenários, que lembram as superproduções de Hollywood. Há vários anos, todos os atores e atrizes dos papéis principais são estrelas da televisão, e a Globo  comanda o espetáculo com seu mais caros artistas. A primeira impressão é  de que se trata de um show de Primeiro Mundo.
São mais de 500 figurantes, e os espectadores ficam admirados com a riqueza dos trajes - uma verdadeira orgia de túnicas vermelhas, prata e douradas. Os templos romanos e seus palácios, em tom beje claro, parecem originários da Grécia antiga.  Há escadarias monumentais, anfiteatros, por onde circulam nobres e plebeus, soldados romanos, poderosos e subalternos -. muitos desses  figurantes são moradores do Agreste pernambucano, uma região assolada pela seca e  muito sofrida.
Neste cenário de cinema se desenrola o espetáculo, com tudo aquilo que marca uma Semana Santa - como o Domingo de Ramos, a traição de Judas, a Última Ceia, a prisão de Jesus, o caminho do Calvário, a morte na cruz entre dois ladrões -e com Maria a seus pés, escoltada pelo apóstolo João.
Os turistas vão acompanhando o desenrolar da história, mudando de um cenário para outro. Os holofotes transformam a noite em dia, tal a sua potência. Outro destaque: o serviço de som é impecável. Mais um detalhe: o realismo das cenas, como no suicídio de Judas e a morte de Cristo na cruz.
Todos os anos, são feitas nove apresentações, sempre nos finais de tarde, aproveitando o entardecer e o surgimento das primeiras estrelas. Duração média de 70 minutos. Dezenas de ônibus de excursões trazem os turistas, maioria absoluta de brasileiros do Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Mas vêem-se estrangeiros também, ainda que poucos. A maioria dos assistentes tem entre  35 e 45 anos, mas encontram-se também muitos idosos.
Dependendo do prestígio e carisma do ator convidado, como aqueles que interpretam Jesus Cristo ou Pilatos, a emoção do desenrolar das cenas se transforma em apoteose, com muitos aplausos e acenos de mão. Os passos da Via Sacra são revividos também com muito realismo. Os cantores selecionados tão todos excelentes. Há também carruagens como nos antigos filmes épicos da Metro, e uma legião de guardas pretorianos com seus penachos e espadas.
Esta é a reprodução da Última Ceia, na qual foi instituída a Eucaristia

Os ingressos começam a ser vendidos dois meses antes, e as apresentações acontecem em dias selecionados, com maior destaque para a Sexta-feira da Paixão e o Domingo da Ressurreição. O aparecimento do Cristo ressuscitado envolto numa névoa branca é emocionante, e com um fundo musical caprichado.
O maior mercado brasileiro para a Paixão de Cristo é São Paulo, e Rio de Janeiro e Minas disputam o segundo lugar. Todos os anos, são formados grupos de turistas mineiros através das grandes operadoras nacionais - como CVC, Visual,  Nascimento e outras.
Veja mais detalhes no site www.novajerusalem.com.br, com reservas diretas e mais informações pelo fone (81) 3732-1129.
Importante, na viagem de ida, passar pela feira típica de artesanato em Caruaru, uma das mais variadas e atraentes do Nordeste. Maior do que muitos estádios de futebol, esta feira ao ar livre tem de tudo - roupas variadas, comidas regionais, chapéus de cangaceiro, violas, cerâmicas, artigos para decoração e as famosas peças de barro de Mestre Vitalino. Caruaru tornou-se conhecida nacionalmente num baião arretado, composto por Luiz Gonzaga. Nesta cidade do sertão acontece também uma das mais animadas festas de São João no Nordeste brasileiro.
O realismo da cena de Cristo e sua mãe Maria após a cruxificação



         A ANIMADA CHOCOFEST EM GRAMADO,
        TENDO SHREK E FIONA COMO ATRAÇÕES

Gramado, o grande polo turístico na Serra Gaúcha, não se contenta em fazer a celebração natalina mais bonita e emocionante do Brasil (o Natal Luz, durante 50 dias,em dezembro e janeiro). Há vários anos, vem fazendo também, com sucesso, a maior festa dedicada ao chocolate - a Chocofest. Este ano, Shrek e Fioina são os convidados principais e vão participar dos desfiles e paradas.
Idealizada e produzida pela empresa de eventos criada da Marta Rossi e sua saudosa sócia, Silvia Zorzanello, a Chocofest é mais do que um festival de chocolates caseiros e tradicionais - é uma explosão de alegria, com carros alegóricos, artistas, dançarinos, mágicos,   malabaristas e personagens de histórias infantis. Os desfiles passam pelas principais avenidas de Gramado, como a Borges de Medeiros e Av. das Hortênsias..
A cidade vem melhorando continuamente a qualidade de seu comércio, com a abertura de novos shoppings (construção no estilo enxaimel) e lojas elegantes de griffes famosas. Destaque para as porcelanas e cristais, casacos e jaquetas de coluro, moda esportiva, botas e sapatos, luvas e agasalhos em geral. Gramado é também a cidade dos restaurantes especializados em fondue, massas italianas, comida mediterrânea, pizzarias e churrascarias.

A empresa Rossi & Zorzanello Feiras e Empreendimentos é responsável, com suas promoções, pelo alto índice de ocupação da rede hoteleira em Gramado e sua vizinha Canela. Entre as tradicionais  fábricas de chocolate participantes, estão Planalto, Lugano, Prawer, Caracol e outras. Este ano, a Chocofest espera bater o recorde de faturamento e terá mais atrações do que as anteriores. A festa começou no dia 3 de abril e vai até o feriado de Tiradentes, dia 21, um dia após a celebração da Páscoa. Nesta época, as lojas gramadenses triplicam suas vendas de ovos de Páscoa, coelhinhos e barras de chocolate.

.
Para viagens a Gramado, consultar as operadoras Master Turismo, Interpool, CVC Viagens, Nascimento, Visual e outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário