quinta-feira, 12 de maio de 2016

FESTIVAIS DE MÚSICA EM SALZBURG E UM PASSEIO PELA LINDA GETREIDEGASSE


Salzburg é uma cidade que chega a entusiasmar os turistas

Esta é uma edição especialmente dedicada aos turistas de gosto artístico refinado e aos apaixonados por óperas: Salzburg, a cidade mais romântica da Áustria e uma das mais belas do mundo, está anunciando uma nova edição de seu famoso Festival de Música, de 22 de julho a 31 de agosto, com mais de 200 eventos culturais programados, incluindo três óperas de Mozart. O Turismo da Áustria aconselha a cuidar de  voos e hotéis com grande antecedência. Reservas de última hora significam gastos muito maiores.



Salzburg é a síntese musical da Áustria. Aqui nasceu, na Getreidegasse, Wolfang Amadeus Mozart (1756-1791), o menino prodígio que, aos sete anos, se apresentou diante do rei da França, Luís XV. Para muitos, foi o maior gênio da musica clássica em todos os tempos. Pena ter vivido apenas 35 anos, mas deixou uma obra tão extensa, abrangente e imortal que parece ter vivido 100 anos, compondo dia e noite, sem parar. O mundo está cheio de Mozartmaníacos. Eu, modestamente, me julgo um deles.Ingresso no último lance da arquibancada, em pé.

Na casa medieval  de número 9 na Getreidegasse, uma das ruas mais lindas da Europa, apesar de tão pequena e estreita, nasceu Mozart em 27 de janeiro de 1756, e aqui ele viveu e desenvolveu seu talento musical até 1773. Depois, os reis e imperadores o tiraram da Áustria, arrebatados pela sua precocidade e genialidade. Tornou-se patrimônio global, já naquela época.


Parado diante desta casa de 3 andares, cor beje, impossível não se emocionar, sabendo  quem ele foi e o que legou para a história musical do mundo. As óperas Bodas de Fígaro e Don Giovanni falam por ele através dos séculos.



    TUDO PARECE ESTAR RELACIONADO A MOZART 

O mundo conheceu Salzburg pelo filme "A Noviça Rebelde"


Apesar de Mozart não estar aqui, tudo parece relacionado a ele: a fortaleza Hohensalzburg, do ano 1077; o pico Untersberg, com 1.972m; as 35 maravilhosas igrejas barrocas, competindo entre si em suntuosidade; a sede da Prefetura na Mirabell Platz 4.

Salzburg é a quarta maior cidade da Áustria, com 150 mil habitantes, e tem uma área de 66 km2. Depois de Viena, está atrás apenas de Linz e Graz. Todos os anos, em 27 de janeiro, os sinos repicam em honra do aniversário de Mozart. O 250º aniversário foi comemorado com pompa em 2006. Desde 1996, Salzburg já era Patrimônio da Humanidade.

Neste mês de maio, a temperatura média é de 19 graus Celsius, e será de 22 e 23 em julho, mas no inverno, em dezembro e janeiro, pode chegar a menos 17 e 31 graus. Aqui se fala alemão, mas existem dialetos bávaros. Importante saber que Salzburg sofreu muito com bombardeios na II Guerra Mundial, perdendo 7.600 residências com 550 mortos. Melhor não falar disso agora.




   CAMINHANDO PELA ROMÂNTICA GETREIDEGASSE

Getreidegasse, uma rua tão linda que parece conto de fadas



A Getreidegasse, que corre paralela ao Rio Salzach (rio do sal), é tudo ao mesmo tempo: distinta, clássica, elegante, com arquitetura impecável e placas douradas, em formato redondo, dando os nomes a tudo que foi aqui instalado: lojas de perfumes, jóias, roupas finas, bijuterias, porcelanas e artigos para presentes - sem falar nos restaurantes da rede Nordsee, especializados em salmão, trutas e arenques defumados do  Mar do Norte, e as lojas que vendem chocolates como os Mozartkugeln, de sabor sem igual.

Getreidegasse encanta o visitante à primeira vista, e quanto mais ele andar por ela (rua só de pedestres), mais vai se apaixonar, mesmo que nunca tenha ouvido falar de Mozart, Beethoven, Bach, Chopin, Liszt e Johann Strauss. Nesta rua romântica, pode-se fazer um lanche rápido com salsicha gelhada no pão, acompanhada de excelentes cervejas austríacas (como a Steigl, Rheininghaus e Puntigamer).  Há boas opções no Fischkried, especializado em peixes do Báltico, num quiosque na Hanuschplatz.

Os austríacos consideram uma heresia que visitantes de outras nações cheguem a Salzburg procurando cachorro quente ou hambúrger, quando podem comer peixes, frango assado, frutos do mar, vitela e aves variadas, bebendo uma boa cerveja austríaca ou tomando os excelentes vinhos brancos Riesling produzidos nas encostas de Krems e Dürnstein, ao longo do Rio Danúbio, que de azul não tem nada. 


Os cafés de Salzburg são famosos pelas tortas de chocolate do badalado  hotel de Viena  (Sachertorte) ou as tortas de maçã (apfelstruedel).

Aqueles fanáticos por massas e pizzas devem saber que um bom jantar de massas italianas, na Getreidegasse, sem bebida, custa  de 12 a 20 euros por pessoa. Multiplicar por R$ 4,50 para ficar mais fácil.

Aos brasileiros que se emocionaram com o filme "A Noviça Rebelde", e a história dos sete filhos do Barão Von Trapp, visitar Sazburg significa caminhar pelos parques, ruas e praças que eles frequentaram, guiados pela governanta Julie Andews. E visitar o Palácio dos Festivais, onde eles se apresentaram, na Praça Herbert Von Karajan ou brincar na Mozartplaz.

Como Viena será tema de um blog futuro, que estou devendo desde a última visita à capital austríaca, em julho de 2015, a gente fala mais tarde sobre a Imperatriz Sissi, o Imperador Francisco José, o Palácio de Schönbrunn e as valsas vienenses. Vocês não pedem por esperar.   




    ÁUSTRIA ENTRE AS TRÊS PRIMEIRAS NAÇÕES

Alguns dos maiores festivais de música acontecem em Salzburg


É melhor fazer essa profissão de fé de voleio, emendando a bola de primeira: se eu fosse 20 anos mais jovem, e se tivesse de me mudar definitivamente do Brasil para a Europa, a primeira opção seria Portugal, país que está no fundo do meu coração e onde tenho dezenas de amigos; a segunda seria a Itália, por razões sentimentais e familiares, já que os netinhos são Noce Fraga Mol e  Collares Noce Fraga; e a terceira, sem dúvida alguma, seria a Áustria.


Isto significa que eu teria mais gosto de morar na Áustria, por causa de Salzburg, Viena, Linz, Graz, Innsbruck, St.Wolfgang, Klagenfurt e outros lugares  lindos, do que morar na França, Alemanha, Espanha, Bélgica, Holanda, Suíça, Mônaco, Luxemburgo, Grécia, Turquia, toda a Escandinávia e todo o Leste Europeu. 


A Áustria fala muito de perto ao meu coração, principalmente pela musicalidade de seu povo - como as valsas vienenses, óperas, operetas e grandes orquestras sinfônicas. É também uma das pátrias dos esportes olímpicos de inverno, começando pelo Bergiesel em Innsbruck. 

Um país realmente lindo, com majestosas montanhas, florestas, lagos, e rios. Com uma taxa de crescimento demográfico de apenas 0,5% por ano, a Áustria tem mais de 9 milhões de habitantes, numa área de 83.858 km2.


  NOS TEMPOS DO IMPÉRIO AUSTRO-HÚNGARO


Igrejas barrocas, fortalezas e palácios ajudam a contar a história de Salzburg



As enciclopédias nos ensinam que a Áustria foi o centro do império edificado pela dinastia dos Habsburg a partir do ano 1246,e durou até a I Guerra Mundial em 1914/18. Viena foi a capital deste império austro-húngaro,que incluiu a Hungria, a Eslováquia, a atual Republica Tcheca e partes de países vizinhos do Leste europeu.


Todos sabem que a Áustria foi ocupada pela Alemanha durante a II Guerra Mundial, tendo sido anexada pelo regime de  Hitler em 1938, e só veio tornar-se nação independente após a rendição nazista.


A Áustria não esteve entre os fundadores da União Europeia em 1957, pois o tratado de Roma foi assinado por Itália, Bélgica, França, Holanda e Alemanha Ocidental. A Áustria só veio a integrar a UE em 1995, juntamente  com a Finlândia e Suécia. O euro só foi adotado como moeda única da Europa em 2002. A antiga moeda austriaca era o schilling.




  AS OPÇÕES PARA SE CHEGAR A SALZBURG


É melhor reservar hotel antes de viajar a Salzburg, devido à alta ocupação no verão e durante o festival. Três dicas da agência Porto Velho Turismo-PVTur: Wyndham Grand Salzburg,  4 estrelas, diária média de 180 euros;  Crowne Plaza, também 4  estrelas a 240 euros, ou o Sacher Salzburg, mais caro, a 383 euros. Os valores, convertidos em reais, podem ser pagos aqui, financiados em 5  vezes nos cartões.

Quem for a Viena via Portugal, pela TAP, pode sair de BH/Confins às 17.40, voo TP-104, e pousar em Lisboa às 06.50 da manhã, com conexão para a capital austríaca às 09.45, chegando às 14h locais. Tarifa básica de US$ 875 mais taxas. Na volta, o voo de Viena chega a Lisboa às 17.30 e não permite conexão ao mesmo dia,  obrigando a um pernoite antes de pegar o voo TP-103 na manhã seguinte (10.15 /15.55 em Confins).



Outra opção é via Alemanha, pela Lufthansa, ao custo de US$ 1.119 mais taxas. Roteiro da viagem, preparado pela PVTur: 1) Confins/Guarulhos pela TAM, voo JJ-3334 (11.45/13h); 2)  voo Guarulhos/Munique pelo LH-505 (16.45/09.35); e conexão Munique/Viena pelo voo LH-2328 (11.30/12.30). De Viena a Salzburg por trem, saindo diretamente do aeroporto.

Na volta, voo Viena/Frankfurt pela Lufthansa, LH-1241 (18.10/19.35) e conexão Frankfurt/Guarulhos pelo LH-506 (22.05/04.55 da madrugada). Espera da conexão para BH/Confins pela TAM, JJ-3084, (08.20/09.40).

Espero que as informações ajudem na organização de sua viagem. Boa sorte.

-------------------
Belo Horizonte/MG - Brasil
11 de maio de 2016
Editor - Hélio Fraga
Postagem e edição - Ana Cristina Noce Fraga
(E-mail: hfraga,.rmj@gmail.com)

3 comentários:

  1. Paykasa Kart Alımı Nasıl Yapılır; Paykasa Nedir .Paykasa kart ile tanışmak isteyen ve ön ödemeli sistemin ayrıcalıklarına sahip olmak isteyen herkes, paykasa kart alımı nasıl yapılır? Şeklinde araştırmaya girmektedir. Bu da güvenlik olarak oldukça büyük bir avantaj oluşmasına etken olur.

    ResponderExcluir