quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

AINDA BEM QUE O NATAL CHEGOU PARA A GENTE ESQUECER TANTAS CRISES


A Semana do Natal nos deixa num astral diferente, como uma pausa para relaxamento, descontração e reencontro familiar, depois de um ano tão tumultuado e com tantas crises. Este 2016 não deixa saudades. O Brasil chegou ao fundo do poço e esteve a ponto de explodir. Deus provou que é brasileiro, mais uma vez.

Por alguns dias, a caminho do Natal e da entrada do Ano Novo, a gente tem tempo para refletir, analisar o que aconteceu, fazer um balanço de prós e contras, e providenciar  uma lista de propostas e boas intenções para 2017.

Foi  duro e desgastante enfrentar todas as reviravoltas de 2016. Houve momentos em que o Brasil parecia estar numa roleta russa, em desvairada velocidade: denúncias pipocando na Lava-Jato o ano inteiro; afundamento da elite da classe política na lama da corrupção; manifestações de rua eloquentes e pacíficas contra o descalabro geral (político, financeiro e moral), em contraste com as passeatas (pagas) organizadas pelas entidades sindicais e partidos da oposição, descambando muitas vezes para a violência que a Polícia não teve coragem de reprimir.

Como um novo  ano se aproxima, a gente se enche de esperanças de dias melhores, embora os fatos anunciem que 2017 pode ser muito pior: mais inflação, recessão e desemprego; mais juros escorchantes e abusivos dos bancos e administradoras de cartões de crédito; medidas aprovadas pelo governo a toque de caixa, dizendo que são estritamente necessárias, mas não explicando à população por que terá de apertar  ainda mais o cinto - que já não tem furos adicionais.

Os políticos fingem não entender a voz das ruas, que clama por mudanças radicais e novas posturas dos administradores. Estes, por sua vez, se trancam nos palácios e gastam seu tempo em conchavos com os chamados "aliados da base", esquecendo-se de se comunicar - aberta e claramente - com a sociedade. Explicar, item por item, as reformas na Previdência, a PEC dos gastos, a falência dos Estados - Rio de Janeiro e Minas Gerais à frente. Manobras sujas e nada éticas ajudam a salvar mandatos ameaçados pelos tribunais. O presidente do Senado Federal deita e rola com sua arrogância, prepotência e descaramento - tornando-se inimigo público número 1.

 Melhor não falar nada disso, pensar positivo, esquecer esse vendaval de falcatruas entre as empreiteiras e os parlamentares, e esperar que o recesso da justiça, e dos políticos, nos faça desfrutar desses dias de relativa paz, até que tudo volte em fevereiro.

No caso de Belo Horizonte, vamos tirar as crianças de casa e levá-las à Praça da Liberdade, para que seus corações e mentes sejam iluminados por todas essas lâmpadas das palmeiras imperiais, na Alameda Travessia. Tirar fotos do coreto e das fontes, dos jardins enfeitados, das árvores em voltas. Curtir intensamente esses momentos de encantamento e emoção. Daqui a alguns anos, elas estarão pagando IRFF na fonte, tendo o governo omisso e incompetente como sócio de seu salário.

Não quero fazer comparações entre a decoração deste ano e as anteriores. Cada uma teve seu mérito. Durante anos, na minha coluna no falecido Caderno de Turismo do jornal "Hoje em Dia, eu sugeri à administração municipal de Belo Horizonte para manter esta iluminação (que já começa atrasada), pelo menos até 31 de janeiro, para movimentar a cidade no mes mais difícil para a rede hoteleira (ocupação em torno de 20% ou menos). Mas preguei em vão. Os cabeças duras decidiram começar em 12 de dezembro e seguir só até 6 de janeiro, Dia de Reis.

Gramado, na Serra Gaúcha, que tem a mais bonita e empolgante celebração de Natal do Brasil, inaugura sua decoração natalina na primeira semana de novembro, coincidindo com a abertura do Festival de Turismo (Festuris) e vai até 20 ou 25 de janeiro. Medida sábia, de quem entende de negócios e gosta de ganhar dinheiro e gerar empregos, com a rede hoteleira próxima do limite (95%). Estima-se  que, este ano, serão mais de 1 milhão de visitantes no período. Parabéns à Serra Gaúcha por ter, em Gramado e Canela, administradores competentes e com visão empresarial.

Nesta penúltima coluna do ano, votos de bom Natal para todos. Que seus corações sejam iluminados pela luz de Cristo, que nos invade e nos reanima. Muito obrigado por sua leitura, interesse e carinho. Vamos seguir juntos, enquanto o bom Deus me der vida e saúde.

PENSANDO NO NATAL, RÉVEILLON E FÉRIAS DE VERÃO
 
Aqui estão algumas sugestões de viagem para esta e as próximas semanas. Podem conferir nos vários sites e recorrer a uma operadora ou agência de viagens de sua confiança:

1) Natal Luz de Gramado - pacote da Abreutur, de 5 dias, voando Gol. Diárias com café da manhã no hotel Encantos do Lago. Excursão a Nova Petrópolis, com suas lojas de casacos de couro. Preços por pessoa em acomodação dupla: R$ 1.890 à vista ou dez mensais de R$ 189. Programa disponível em todas as agências de viagens, como Estação de Turismo, Ytur, Unitour, Bio Travel (a nova agência de Alberto Antonini), Alfatur (de Chiquinho De Mingo), Visa Turismo, Greentours, Tia Eliane-Address, LCN Viagens, Duomo Turismo etc.

2) Réveillon em João Pessoa - pacote da Azul Viagens, voando em seus jatos Embraer 195. Oito diárias no  Igatu Praia, 3 estrelas, com café da manhã. Saída em 31/12. Saídas de Confins. Custo de R$ 2.209 a vista por pessoa, ou 10 pagamentos de R$ 220.

3) Morro de São Paulo (via Valença) - a Azul escolheu a Pousada Pérola do Morro, 3 estrelas. Oito dias com café da manhã.Traslados incluídos, como nas demais excusões. Várias datas de partida. Custo normal em torno de R$ 1.577 por pessoa em duplo. Financiamento sem juros: R$ 157 mensais.

4) O melhor da Bahia - pacote da Abreutur em oito dias no Tivoli Ecoresort, 5 estrelas luxo. Mordomia total. Custo básico de R$ 4.440 por pessoa, em dez mensais de R$ 444. Voos pela Gol.

5) Natal a bordo do  Costa Fascinosa - embarque em Santos no dia 23/12, navegando com destino ao Rio de Janeiro, Salvador, Ilhéus e Ilhabela. Viagem de 7  noites, com 5 refeições por dia. Menor preço de R$ 1.754 por pessoa, fora taxas, em cabine ingerna, com 10 parcelas de R$ 176. Em cabine externa, com vista do mar, valor de R$ 2.123 por pessoa, em dez pagamentos de R$ 213.

6)  Navio Allure of the Seas -  tão colossal quanto o Oasis, sempre citado aqui, o Allure tem 15 decks (andares) de altura, parque aquático infantil, simulador de surfe Flow Rider com ondas gigantes, acrobacias e shows no Acquatheater e 25 opções gastronômicas. Cruzeiro de sete noites ao Caribe Oeste,  saindo de Fort Lauderdale e visitando Labadee (Haiti), Falmouth (Jamaica) e Cozumel (México). Custo por pessoa com entrada de R$ 502 e doze prestações de R$ 165. Taxas pagas à  parte. Não inclui passagem aérea.

7) Grand Palladium Imbassaí, litoral da Bahia - um dos melhores resorts do Nordeste num programa de Réveillon da TAM Viagens (ou Latam Travel), embarcando em 30/12. Sistema All Inclusive durante todo o tempo. Ceia de gala, baile com a banda Negra Cor e DJ com música eletrônica até cinco da manha. Custo de R$ 7.223 por pessoa em duplo. Dez mensais de R$ 722,30. Mais detalhes no site www.latamtavel.com e informações pelo telefone 0300-777 4080.
Você pode ter outras boas sugestões de vagens consultando os sites das operadoras Interpool, Master, Primus, Belvitur, Abreutur, Visual, Agaxtur e outras.

-----------
Belo Horizonte -MG / Brasil
20 de dezembro de 2016
Editor - Hélio Fraga
Postagem e edição - Ana Cristina Noce Fraga

Nenhum comentário:

Postar um comentário