domingo, 4 de junho de 2017

SAUDADES DE VENEZA, COLISEU E DUOMO DE MILÃO, EM MAIS UMA FESTA ITALIANA

O Coliseu de Roma, na Piazza del Colosseo, lembra os grandes eventos populares do Império Romano


Chegou o grande dia para a colônia italiana em  Belo Horizonte, capital de Minas Gerais,no Sudeste do Brasil: neste domingo com previsão de muito sol e céu azul acontece nesta cidade a tradicional Festa da Itália, hoje em sua décima-primeira edição, parte integrante do seu calendário de atrações culturais, musicais e gastronômicas. É sempre um dia de boas recordações e reencontros - uma festa cheia de sons, sabores e cores, uma  confraternização nasceu em 2006, foi crescendo, ganhando novas adesões e acréscimo de novos colaboradores, até chegar ao patamar atual, na certeza de sua superação em futuras edições.   

Ela acontece no bairro Funcionários  ou região da Savassi, com a interdição da Av. Getúlio Vargas por três  quarteirões, desde a Av. Cristovão Colombo até o Colégio do Sagrado Coração de Jesus, na esquina de Rua Professor Morais, exigindo mudanças e desvios no trânsito normal de veículos de 10h da manhã às 22h.

A Fontana di Trevi foi cenário de premiadíssimos filmes italianos, como La Dolce Vita



A Festa Italiana é um tributo à forte presença da Itália na vida econômica, política, gastronômica e social de Minas Gerais.  Dezenas de sobrenomes italianos ilustres fazem parte da vida mineira, em múltiplos setores: economia, industrialização, siderurgia, transportes, comunicação, panificação, restaurantes, sorveterias, lanchonetes, casas de vinhos, colégios e escolas de línguas,educação superior, rede hospitalar e profissionais das áreas  de Medicina, Direito, Engenharia, Arquitetura, Ciências Econômicas etc. A Festa da Itália conta com forte colaboração do Consulado de seu país em Belo Horizonte, sob a liderança da cônsul Aurora Russi, cada vez mais identificada com os meios culturais e sociais do Estado. 


A organização e instalação da festa ficam sob responsabilidade da Acibra, entidade presidida por Anisio Ciscotto, tendo Mário Araldi como presidente honorário. Entre seus diretores, estão figuras expoentes da sociedade em vários setores. Há um vasto programa cultural, em dois palcos montados, onde não faltam tenores italianos, instrumentistas,cantores, conjuntos musicais e teatro de bonecos, além da Orquestra Minas Barroca.

Ao longo da Av. Getúlio Vargas acontece  um festival gastronômico com tradicionais pratos italianos, com muito vinho  e cerveja (birra). Desde seu lançamento em janeiro de 2013, todos os anos este blog faz uma homenagem à Itália, falando de alguns de seus marcos históricos e turísticos. Este ano,foram selecionados para ilustrar o blog atrações como o Coliseu de Roma na Piazza del Colosseo; a romântica  Fontana di Trevi, cenário de filmes inesquecíveis como La Dolce Vita; o gigantesco templo gótico do Duomo de Milão, com sua imponente fachada enfeitada por 135 ponteiras, no centro da Piazza del Duomo; e o Grande Canal de Veneza com suas gôndolas enfeitadas e a Ponte de Rialto.

Por falta de espaço, a gente não pode incluir marcos turísticos e históricos importantes, como a Gruta Azul em Capri, a Basílica de São Marcos em Veneza (com a torre do Campanario e a Ponte dos Suspiros), as ruínas de Pompéia em Napoles, a Piazza Navona e o Altar da Pátria em Roma, a escadaria da Piazza di Spagna e igreja de Trinitá dei Monti; e a Capela Sistina no Vaticano.

As gôndolas de Veneza nas festas populares que acontecem ao longo do Grande Canal


Tive a experiência de participar ao vivo de uma Festa Nacional da Itália em Roma, num 2 de junho ensolarado, tendo como uma das atrações os voos  de uma esquadrilha de jatos voando a baixa altura sobre a Piazza Venezia e o Altar da Pátria. São as Flechas Tricolores da Força Aérea Italiana. Sincronização perfeita dos movimentos.

No caso da festa de Belo Horizonte, sugiro à Acibra que ela tenha uma ênfase maior na divulgação das belezas da Itália, atraindo mais visitantes e ajudando a vender mais cursos de italiano. Os organizadores podem exibir, em recinto fechado e coberto, uma coleção de vídeos  mostrando as belezas de Roma, Milão, Turim, Florença, Padova, Verona, Assis, Toscana, Ischia, Portofino, Gênova, San Remo, Savona, Nápoles, Lago di Como, Gubbio, Trieste, Bari, Bologna, Bergamo, Siena, San Gimignano, Torre de Pisa, Praça de São Pedro e o Vaticano, Museu da Capela Sistina, Ilha da Sardenha, vulcões Etna e Vesúvio etc, como forma de atrair novos visitantes que ainda não conhecem a Itália. Fica a sugestão para os próximos anos.



     CÔNSUL AURORA RUSSI DESTACA OS VÍNCULOS


Aurora Rossi se identificou muito com Minas Gerais



A cônsul italiana Aurora Russi tem estimulado muito, através do Consulado em Belo Horizonte, o estreitamento dos vínculos entre a colônia italiana e os vários segmentos em Minas, e vem apoiando todas as iniciativas culturais da Casa Fiat e Fundação Torino. Ela apoia os programas da Câmara de Comércio Italo-Brasileira e prestigia sempre as ações institucionais de empresas como Fiat, Alfa Romeo, Iveco, New Holland,  Teksid, Aethra, Grupo Sada e outros. 

Vai seguir apoiando eventos ligados à gastronomia italiana em MG e lembrou que, por decisão do seu Governo, a data de 2 de março foi dedicada, a partir deste ano, como dia da promoção do design italiano no resto do mundo. A valorização do design estará na ordem do dia nas futuras Festas da Itália.

Sobre os restaurantes que se apresentam este ano, a cônsul Aurora Russi destaca, entre muitos, a Verona Pasta & Pizza, Salumeria Central, Rest. Barolio, Anella Ristorante, Allegro Tavola,  Allora, Caprese Pizza & Birra, Osteria Degli Angeli, Osteria Mattiazzi, Pecatore, Pellatto, Rossignol Patisserie, Confeitaria Mole Antonelliana, Maurizio Gallo, Cooperativa Vinícola Garibaldi, Villa Italia, Go Pasta, Piu Pizza & Birra, San Genaro Carpaccio, Foccacia Zanini, Ristorante Un' Altra Volta e outros.


       VIAGENS NO FERIADO DE CORPUS CHRISTI 
O La Torre Resort é uma ótima opção para o feriado.

É preciso ficar muito atento às informações sobre temperatura e risco de chuvas, quando se planeja viajar para o Nordeste brasileiro, principalmente se o destino procurado para festas juninas for o interior de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Bahia. As regiões metropolitanas de  Maceió e Recife sofreram muito com as chuvas intensas, quedas de barreiras, casas soterradas e alagamentos no fim de maio e neste começo de junho.


Assim, é indispensável ver diariamente a previsão  de tempo para evitar jogar dinheiro fora, frustrando as viagens. De todos os programas, as informações mais confiáveis são as de Maju Coutinho na Rede Globo, excelente comunicadora, campeã de simpatia.


Sugestões de roteiros para a segunda quinzena de junho, começando pela operadora Visual Turismo:


1) LA TORRE RESORT, PORTO SEGURO - preços a partir de R$ 2.698 à a vista por pessoa, em dez parcelas de R$ 269,80 por mês, incluindo bilhete aéreo de ida e volta, mais traslados de ida e volta ao hotel e sete noites de hospedagem no La Torre, em regime all inclusive. Partidas de BH  em 18 e 25 de junho. Este é um dos destinos mais procurados na Costa do Descobrimento, com várias opções de lazer e boa gastronomia baiana.Tempo de forró e música axé.


2) MARLIM HOTEL,  PORTO SEGURO - à primeira vista, o preço parece inacreditável, mas a Visual  garante o total à vista de R$ 720 por pessoa, em 10 parcelas mensais de R$ 72, incluindo passagem aérea, traslados e sete noites de hospedagem no Marlim Hotel,com café da manhã, mais um passeio pela cidade. Embarques em 18 e 25 de junho. O período inclui festas típicas juninas na região.  

O Costa Brasilis Resort fica num ponto privilegiado da praia de Santo André



3 )  COSTA BRASILIS, EM SANTO ANDRÉ - nesta região próxima a Porto Seguro, onde fica o Costa Brasilis Resort, na praia de Santo André, esteve concentrada a Seleção da Alemanha na Copa de 2014, aquela da sempre lembrada goleada de 7 a 1 no Brasil, em pleno Mineirão. Há belas praias, passeios de barco e esportes náuticos.O Costa Brasilis tem a estrutura de um resort completo e excelente conjunto de piscinas. Sistema all inclusive o tempo todo. Custo total de R$ 2.740 por pessoa divididos em 10 pagamentos mensais nos cartões. Pacotes de 7 dias, com embarques em 18 e 25 de junho. Bilhete aéreo de ida e volta e traslados incluídos.

4) ALDEIA DO SOL,EM TRANCOSO - Ao custo de R$ 1.850 por pessoa, com 10 mensais de R$ 185, a Pousada Aldeia do Sol é uma das atrações de Trancoso,  num ponto privilegiado do litoral da Bahia. As datas de partida são as mesmas dos pacotes anteriores, assim como os voos e as sete noites de hospedagem com cafe da manhã. Belas praias da região, conjuntos de falésias e paisagens encantadoras. Há outras opções de hospedagem, em várias categorias. Veja o site www.visualturismo.com.br

5) BAIXA TEMPORADA NAS ÁGUAS QUENTES DE GOIÁS - Com preços de baixa estação, a ABC Turismo (31/3519-8800) oferece vários pacotes para este mês de junho (baixa estação) e as férias de julho. Para Caldas Novas, as excursões rodoviárias sugerem programas de 6 dias e 4 noites (de sábado a quinta) no Hotel Exclusive, em oito pagamentos de R$ 204 por pessoa, ou no Hotel Thermas di Roma,em oito pagamentos de R$ 194. Na baixa temporada, os custos são de oito parcelas de R$ 127 no Hotel Exclusive, em pacotes de 6 dias e 4 noites, ou oito mensais de R$ 137 no Thermas di Roma. Últimos lugares para o feriado de Corpus Christi, com condições especiais. Ver o site www.abcviagens.com.br

O complexo das Thermas di Roma atrai turistas o ano todo.

 6) OITO DIAS EM NATAL NO BELEZA BEACH - Para as férias de julho, a Flytour Viagens oferece um pacote de oito dias em Natal-RN, no Beleza Beach Hotel, diárias com café da manhã, mais um passeio pela cidade e as praias do Litoral Sul. Passagem aérea e traslados incluídos. Total à vista, por pessoa, a R$ 1.748, em 10 parcelas mensais de R$ 174,80, já incluindo a taxa de embarque a R$ 57,86. Na maioria dos pacotes de certas operadoras,as taxas de aeroportos são pagas à parte.



CIDADÃOS EXERCENDO SEU DIREITO DE ESCOLHA


Venho fazendo pesquisas em vários supermercados da Zona Sul de BH: três Super Nosso (do Ponteio, da Assembleia na Rodrigues Caldas e na Rua Gonçalves Dias); dois Verdemar, no Diamond Mall e Senhora do Carmo; e dois Epa Plus (na descida da Contorno após Pouso Alto e na subida da Rua do Ouro após Palmira). Tenho visto dezenas de casos de boicote às várias marcas de laticínios do Grupo JBS. As mais visadas são Itambé, Vigor, Faixa Azul, Serrabella, Leco, Jongo e Danúbio. E também em carnes, frangos, linguiças e enlatados da Seara, Friboi, Bordon, Swift, Frangosul, Maturatta,  Rezende e Rigamonti. Entre os demais produtos, é visível a rejeição em massa da margarina Doriana. A consumidora leva Qualy, Claybom e Nutry.


Ontem à noite, antes de começar a redigir o blog, fui ao Epa Plus da Rua do Ouro em busca de água de coco e outros itens, Quando cheguei aos laticínios, e escolhi manteigas, ricotas e requeijões das marcas Entrerios, Porto Alegre, Cotochés, Regina e São Vicente, e leite desnatado Porto Alegre ou Camponesa, uma senhora de presumíveis 60 anos, simpática, que deve ser ótima avó, me perguntou, sem ter a menor ideia de quem eu era: -Vi que o sr. olhou tudo e não escolheu nada do Joesley Almeida e Grupo JBS. É acidental ou intencional?


Me identifiquei como Hélio, de profissão ignorada, e respondi: -Minha senhora, se  o consumidor tiver amor  e respeito pela sua pátria, jamais vai comprar produtos de quem zombou do país, foi escandalosamente beneficiado por decisões vergonhosas de um juiz do STF e da Procuradoria Geral da Republica, e agora a família está morando nos Estados Unidos, livre de qualquer punição, e vai seguir zombando do nosso país, que lhe deu bilhões de dólares do BNDES para  construir seu império econômico.

A conversa se estendeu, pois é a alegria dos aposentados. A gente nunca se viu antes. Ela se chama Helena, 60 anos presumíveis, bem conservada. Gosta de bordar e fazer canjica. É viúva e veio de Patos de Minas. Contei que fiz 80 anos em abril, agora estou bem de saúde depois de 2 cirurgias de risco. Disse que minha única esperança na vida é  entregar um Brasil melhor aos meus 3 netinhos (e vem mais um em outubro, no Distrito Federal). Ela se definiu como alguém que lê muito e sabe das coisas, e tenta ser cidadã consciente, politizada e participativa.

Ela tem igual percepção da fragilidade de nossas instituições, da audácia dos políticos corruptos, dos desavergonhados governantes mantidos por um esquema nojento de propinas e caixa 2, das sentenças vendidas por membros do Judiciário. Ao falar de  tantas caixas pretas que ainda teremos de abrir, citei a Infraero, Anac, BNDES, fiscalizações do Ministério da Agricultura etc.

Dona Helena já morou na Serra, tem filha separada e netos adolescentes aqui. Tomamos em conjunto a decisão de insistir com parentes, vizinhos e amigos para não dar vida fácil a esses bandidos. O boicote é um dos recursos que temos. Combinamos riscar de nossa lista produtos como Neutrox, Mizuno, Havaianas, Timberland, Seara, Friboi, Vigor etc, mas a lista é extensa e precisamos divulgá-la: Francis, OX, Albany, Hydratta, Protege, Karina, Phytoderm, Kolene, Minuano, Assim, Mat Inset, No Inset, Fluss, Brisa, Lavarte e Boa Noite; e roupas Osklen, Meggashop Outlet, Dupé e Sete Léguas; e produtos como Massa Leve, LeBon, La Herencia,  Pilgrim's e Delicata, Du Chef, Hans e Confiança.

Se for verdade que a Itambé vendeu à JBS só 50% de participação nas suas fábricas, então que a tradicional indústria mineira, dos bons tempos da CCPL, tente recomprar suas ações e desfazer o negócio - porque, até que isso ocorra, vou continuar sem beber leite desnatado Itambé e todos os seus derivados.

Dona Helena e Helio de tal trocaram telefones e vão seguir vigilantes. 

--------------

Belo Horizonte/MG- Brasil
Dia 4 de junho de 2017
Editor - Hélio Fraga
Postagem e edição- Ana Cristina Noce Fraga

(hfraga.rmj@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário