terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

COBRANÇA CARA PELAS MALAS: ABUSOS E DESRESPEITO AOS DIREITOS DOS VIAJANTES





A situação nos aeroportos brasileiros é constrangedora e vexatória, e os passageiros são desrespeitados de todas as formas - isso independe da escolha da empresa em que vão viajar. Até parece que tudo ficou combinado por elas, e com minúcias. Elas adotaram uma postura de  ganância conjunta: cobrar caro pelas malas, cobrar pela marcação dos assentos (direito inalienável do cidadão que viaja), limitar ao máximo as bagagens de mão, criar taxas e cobrar por qualquer  serviço. Só não pediram, por enquanto, para os viajantes pagarem pelo ar que se respira a bordo e levarem seu rolo de papel higiênico.
 
Decorridos seis meses da implantação da cobrança pelas bagagens despachadas, a  situação deteriorou rapidamente, e com a permanente complacência da diretoria da ANAC,que só decide a favor das companhias aéreas e contra os passageiros. Para taxar as malas, as aéreas anunciaram uma redução dos custos dos bilhetes,e ocorreu exatamente o contrário: eles estão aumentando sempre,atingindo níveis absurdos, como neste Carnaval.

A Abear, que congrega e representa as companhias aéreas, podia ser mais flexível e atuar como mediadora, mas só defende os interesses do transporte aéreo - e está mais preocupada com redução de custos do que com direitos de passageiros. Isso contraria o passado do presidente Eduardo Sanowicz, que foi diretor de Operação do São Paulo CVB, presidente da SP Turis e da Embratur.

Com a ganância típica das empresas aéreas de baixo custo da Europa, como a Ryanair, EasyJet, Tui e Air Berlin, as companhias brasileiras estão avançando o sinal e aumentando preços à vontade. As tarifas das férias de janeiro foram extorsivas, como o serão na Semana Santa (veja-se o caso de Nova Jerusalém).  Elas se aproveitam do fato de que a maioria dos viajantes não tem noção de seus direitos e age como vacas de presépio. Se eles protestassem, as companhias não seriam tão acintosas e intolerantes.



Já está em vigor, na rota Brasil/Estados Unidos, a autorização para duas malas por  pessoa, nos voos da American e outras empresas, de 23 kg  cada em vez de 32 (portanto,18 quilos a menos: 46 kg em vez de 64 kg). E isso vai acabar se estendendo a todas as rotas internacionais.

Entidades como a Abav Nacional, que deviam estar à frente da luta pelos direitos dos passageiros, se omitem e não tomam providência alguma. Os próprios agentes estão ausentes e distantes, mais preocupados com a concorrência das vendas por internet e escassas margens de lucro.
O Ministério do Turismo e as Secretarias Estaduais estão na cômoda posição de espectadores, em vez deste estarem na linha de frente, baixando os custos das viagens. O Governo Federal está mais preocupado com arranjos políticos e compra de apoio parlamentar para aprovar a reforma da Previdência - esquecido de tomar qualquer medida que defenda os direitos dos cidadãos, que sustentam essa engrenagem gigantesca, ociosa e corrupta.

Já passou da hora de extinguir, por completo, as cobranças das bagagens nos voos domésticos. O viajante não pode ser extorquido de todas as maneiras. Que haja manifestações e veementes protestos nos aeroportos. Não se trata de desobediência civil, mas de exigir mais respeito à cidadania. O passageiro não é palhaço.



....E POR FALAR EM TRANSPORTADORAS AÉREAS...


1) A TAP PORTUGAL vai comemorar, no próximo dia 11,o décimo aniversário do início da operação de seu voo Lisboa/BH-Confins/Lisboa. Lembro-me, como se fosse hoje, minha  felicidade de ver pousar no Aeroporto de Confins, procedente de Portela de Sacavém, o Airbus A330-200 de prefixo CS-TOF, tendo como patrono o Infante Dom Henrique, figura emblemática de todas as grandes descobertas dos navegadores portugueses. Carrego comigo o orgulho de dizer que ninguém, na Imprensa mineira, apoiou tanto esta iniciativa da TAP do que o Caderno de Turismo do jornal "Hoje em Dia", no auge do seu prestígio e credibilidade.  Na parte editorial,  sem qualquer custo, foi feito tudo o que era humanamente possível para valorizar a rota e divulgar a TAP. Se não existe este reconhecimento, não é problema nosso.



 
2) FORTALEZA/CIDADE DO PANAMÁ será a nova rota internacional  a partir do Aeroporto Pinto Martins, na capital cearense. O voo inaugural será em 18 de julho, com duas frequências semanais, às quintas e domingos, tendo decolagem às 2h13 da madrugada e pouso em Tocúmen às 6h46 locais. Voo CM-342/43 com Boeing 737-800, com 16 lugares na executiva e 138 na econômica.

3) FALANDO EM FORTALEZA (e pensando na morte do jornalista José Mario Pinto, o mais conhecido dos profissionais da imprensa de turismo do Nordeste, que deixou muitas saudades): a Air France,através de subsidiária de baixo custo Joon, vai lançar um voo direto de Paris para o Ceará com jato Airbus A340. A companhia francesa não dá a menor bola para Confins. Naturalmente. nunca foi procurada.


TRAVESSIA DO ATLÂNTICO PARA EUROPA EM MARÇO

Fugindo um pouco do assunto Carnaval, sugiro para casais de meia idade, em boa situação financeira e sem maiores compromissos com a folhinha, duas viagens de navio saindo do porto do Rio em direção à Europa, no MSC Musica ou MSC Magnifica, com destino a portos italianos e extensões pela Europa, com várias opções de preços em cabines internas, externas s e com varanda - a companhia revela as outras opções se vocês discarem 4003-1058, sem DDD. O único preço disponível nos seus  anúncios é para cabine interna, sem vista.

Vejam:
1) O navio MSC Musica, que opera no momento cruzeiros com destino a Buenos Aires, Punta del Este e Ilhabela, vai deixar o porto do Rio em 4 de março voltando para sua base europeia (Veneza), fazendo um roteiro de 21 noites a bordo, com escala em Salvador e depois rumando diretamente para Santa Cruz de Tenerife (Ilhas Canárias) e escalando em seguida  na Ilha da Madeira (um dos lugares mais lindos do mundo)  e depois passando por Málaga, Palma de Mallorca (Baleares) e chegando à Itália por Veneza; e no mesmo dia, seguindo com destino a Split (Croácia), Palermo na Sicília e La Valetta, capital da ilha de Malta. O retorno ao Brasil, de avião, por sua conta, pode ser partindo de Roma ou Milão, com Alitalia,ou Barcelona ou Madrid,pela Iberia. O preço informado pela MSC só vale para a parte marítima. Os viajantes pagam passagens aéreas, taxas de serviço, taxas operacionais e portuárias e imposto de renda IRRF sobre  remessas internacionais. O cruzeiro em si custa, por pessoa,entrada de R$ 200 e 10 mensais de R$ 180. Total de R$ 2 mil. 
 

2) O navio MSC Magnifica vai sair do porto do Rio em 11 de março, navegando durante 20 dias e noites até terminar sua viagem em Hamburgo, no norte da Alemanha. Seu roteiro é mais variado, passando por Portugal,Espanha, Reino Unido e França. Vejam as escalas: Salvador na Bahia e depois navegação direta a Funchal, capital da Ilha da Madeira, e depois passando por Leixões, norte de Portugal, perto da Cidade do Porto, e seguindo para La Coruña (chance de visitar Santiago de Compostela, Le Havre na França (oportunidade de visitar Paris) e o porto de Southampton, no sul da Inglaterra, de onde ruma para Hamburgo. Neste caso, a volta ao Brasil, em avião, pagando passagens aéreas e taxas, pode ser via Berlim e Frankfurt, com Lufhansa, a única companhia europeia que tem o superjato Boeing 747-800 na rota para o Brasil. O custo da parte marítima, em cabine interna, sai por R$1.820,00 por pessoa, com entrada de R$ 180 e dez mensais de R$ 162.


Importante lembrar que, nos dois cruzeiros, os passageiros têm direito a 5 refeições diárias, incluindo um buffet aberto 20 horas por dia, mais o conforto de piscinas, hidromassagem, academia de ginástica,bares e restaurantes, ambientes com música ao vivo para dançar e shows no estilo Broadway. A partir de Veneza ou Hamburgo, os mineiros podem continuar e fazer novos cruzeiros pelo Mediterrâneo,Ilhas Gregas, Norte da Europa, Escandinávia, Rússia, Turquia etc.

Informações adicionais no site www.msccruzeiros.com.br. Uma das empresas mineiras que vende todos os cruzeiros da MSC é a Atlanta Câmbio e Viagens, no Vila da Serra,  Av. Oscar Niemeyer 1033/505, fones (31) 3785-0030, ou 99616-1258, com o diretor Túlio Cambraia - ele próprio,um conhecedor profundo das frota e dos serviços da MSC.

Já está aceitando reservas para a temporada do novíssimo gigante dos mares, o MSC SeaView, para 5 mil passageiros, que estará no Brasil de dezembro deste ano a março de 2019. Este será o maior navio estrangeiro que já atracou em portos brasileiros, tendo sua base em Santos-SP.


--------------------------
PEDIDO DE DESCULPAS: por motivo de saúde, incluindo internação no Hospital Mater Dei Contorno, estive impedido de editar o blog no período de 15 de janeiro ao início de fevereiro. A saúde é prioridade 1 e razões médicas me forçaram a não cumprir o calendário proposto. Mas seguimos juntos e em frente, amparados pela força que vem de Deus.

--------------------

Belo Horizonte-MG/ Brasil
05 de fevereiro de 2018
Editor - Helio Fraga
Postagem e edição - Ana Cristina Noce Fraga

(hfraga.rmj@gmail.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário