quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

MELHOR MANEIRA DE VIAJAR AO CHILE, PELA EMIRATES, COM BOEING 777-200 LR.


O Boeing 777-200 LR da Emirates tem 38 lugares na classe executiva e 264 na econômica

Esta é realmente uma grande  notícia para aqueles que precisam ou pretendem viajar a Santiago do Chile, a negócios ou passeio, e que exigem algo melhor do que os voos regulares da Latam e Gol,com aquele serviço apenas razoável de sempre: comida fraca e tripulações burocráticas (falta de sorrisos e atenção): a partir de 5 de julho próximo, e cinco vezes por semana, eles poderão viajar com o luxo e serviço de bordo requintado da Emirates Airline, por muitos considerada como a companhia aérea número 1 do mundo, cuja  categoria e requinte são reconhecidos internacionalmente. E, em vez de voar em jatos Airbus A320 (Latam,ex-AM), Boeing 737-800 (Gol) e nos envelhecidos Boeing 767 da Lan Chile), eles vão viajar nos moderníssimos Boeing 777-200 LR da Emirates, que é uma vencedora - não entra para competir, mas para ser a primeira.

A empresa dos Emirados Árabes, com sede em Dubai, já voa diariamente para São Paulo, com o superjato Airbus 380, com capacidade para mais de 550 passageiros. E a partir de 5 de julho, serão mais cinco voos semanais adicionais, estes com Boeing 777-200 LR (Long Range,ou grande alcance). As chegadas a Guarulhos, procedentes de Dubai, com extensão a Santiago do Chile, serão  às terças, quintas, sextas, sábados e domingos, voo EK-263; e os voos de volta aos Emirados Árabes,número EK-264, serão às segundas, quartas, sextas, sábados e domingos, procedentes de Santiago e novamente via Guarulhos.
O serviço de bordo da Emirates é considerado um dos melhores da aviação mundial


Após  a escala em Guarulhos, terminando um voo direto de 14 horas desde Dubai, o voo EK-263 decola para Santiago às 18h30 e pousa na capital do Chile (Aeroporto Arturo Merino Benitez, ex-Pudahuel) às 21h40 locais, uma hora a menos do que no Brasil. Já o voo de retorno, EK-264,decola de Santiago à 1h10,  pousando em Guarulhos às 5h55 da manhã.

Para quem continua a viagem até os Emirados Árabes, o Boeing 777-200 LR decola de Guarulhos às 7h45 da manhã e termina e Dubai às 5h15 do dia seguinte. Importante lembrar que, a partir de Dubai, há conexões imediatas para a China, Japão, Coreia do Sul, Singapura, Tailândia e India. Uma das razões para a criação desta rota é a existência, no Chile, de uma grande colônia de empresários árabes, japoneses, chineses e indianos.

O Boeing 777-200 LR da Emirates, na configuração desta rota, tem 38 lugares na classe executiva (esquema 2+2+2) e 264 na classe econômica, total de 302 lugares disponíveis por viagem. A bordo, há variada oferta de canais de TV, som, jogos eletrônicos e vídeos. E buffets de classe internacional, o que é bem diferente de magros sanduíches e limitada oferta de bebidas das concorrentes, que fazem a gente sentir saudades da fartura e qualidade dos buffets da antiga Varig, que operou esta rota por vários anos, com ou sem escalas em Buenos Aires.
O Aeroporto Internacional de Dubai é um dos mais modernos do mundo

Para mais detalhes,veja o site www.emirates.com e consulte a agência de viagens de sua confiança. Há uma tarifa promocional da Emirates,com viagem em classe econômica ao Chile a partir de US$ 264, mais taxas, e de US$ 624 em executiva. 

PS: Não me perguntem, por favor,se a Latam (cada vez mais chilena e menos brasileira) também adota o sistema de venda de sanduíches frios e refrigerantes em suas rotas internacionais, como faz nos voos internos no Brasil - porque isso não sei responder. Hoje, em todos os voos domésticos,  ela serve apenas água grátis - todo o resto tem de ser pago: sanduíche a R$ 20, refrigerantes a R$ 8, biscoitos, pedaço de bolo, chá e café.

ENCONTRO COM O TURISMO DE BERLIM E DE VIENA

Ao contrário da maioria dos eventos de turismo, com avisos sempre em cima da hora - de preferência na véspera, como se todos fossem desocupados - o convite do Turismo de Viena e Berlim chegou com praticamente 30 dias de antecedência, como se usa fazer na Europa. As duas cidades promovem um encontro com agentes de viagens e profissionais do turismo  no restaurante Alma Chef (Rua Curitiba 2081,Lourdes) em 18 de março, a partir de 19h. Viena será representada por Florian Wiesinger; e Berlim, por Chistian Tanzler. O convite foi feito por Bianca Kling, pela equipe Berg, que cuida da coordenação.

Hoje,  quarta-feira, 21 de fevereiro, estou perdendo um encontro promovido pela BH Airport e TAP, no Aeroporto Internacional de Confins, às 18h, para comemorar os 10 anos de operação dos voos diretos de BH/Confins a Lisboa pela companhia portuguesa. É que o convite por e-mail chegou com menos de 24 horas de prazo, e eu tinha uma reunião relativa à edição de um livro sobre o zagueiro Procópio Cardoso Neto, a ser lançado no final do ano. Eu pois me senti muito honrado com a escolha de meu nome para fazer o prefácio, e estou colaborando com o autor Flávio Orsini Costa Val (sem custo, obviamente) na revisão dos textos. Então, tive de mandar um e-mail à BH Airport lamentando a involuntária ausência e explicando os motivos.

Já estou cansado desta pregação no deserto, que faço há anos no turismo:  é indispensável trabalhar com um espaço mínimo  de, pelo menos, 72 horas entre a comunicação do evento e sua realização. Profissionalismo sempre faz bem. Nos Estados Unidos, em todos os grandes congressos de turismo (como o IPW, antigo Pow Wow), quatro meses antes, está tudo organizado e reconfirmado: programa oficial, lista de 6.500 participantes, hotéis selecionados para delegações de mais de 70 países, transporte local organizado (frota de 60 ônibus de luxo), passagens aéreas emitidas, treinamento de voluntários, buffets contratados, planejamento de trânsito etc.

Talvez um tipo de organização como este do Primeiro Mundo só chegue daqui a muitos anos ao nosso atrasado, abalado e desolado Brasil. Alguns fatos políticos, no Brasil, sempre parecem que foram idealizados, criados e lançados por um PhD especialista em confusão e desorganização - como a intervenção federal na segurança pública do Rio. Ninguém se entende. Não se fala a mesma língua. A comunicação é uma zorra total.

Os bandidos e traficantes agradecem, penhorados, por tanto imediatismo e amadorismo de tais "organizadores"  - também pudera, envolvendo Temer, Pezão e Crivella, seria exigir demais encontrar algo bem estruturado e perfeitamente coordenado, com diretrizes claras e objetivas. É o nosso famigerado e vexatório jeitinho de ser.

---------------

Belo Horizonte-MG/Brasil
21 de fevereiro de 2018
Editor- Hélio Fraga
Postagem e edição - Ana Cristina Noce Fraga

(31) 99311-3377

Nenhum comentário:

Postar um comentário