domingo, 1 de julho de 2018

APROVEITANDO A EUFORIA ARTIFICIAL DA COPA PARA ENGANAR O POVO BRASILEIRO



Escrevendo sobre Copas do Mundo, olimpíadas, competições e eventos esportivos em geral, praticamente desde os anos 60, muitos de vocês, que acompanharam minhas colunas esportivas do Estado de Minas e outros jornais mineiros- Diário de Minas, Correio de Minas, Hoje em Dia, etc - devem se lembrar de que,várias vezes coloquei o dedo na ferida e considerei o futebol como um anestésico nacional, uma espécie de dopping coletivo, uma engrenagem malandra para criar fajutos paraísos e mentirosas Ilhas da Fantasia.

É preciso ser muito distraído, ou alienado intelectualmente para deixar que este clima de enganosa "Copa do Mundo da Felicidade" nos seja enfiado goela abaixo nas redes de televisão, que estão interessadas em faturar e vender anúncios seja do que for: cervejas, supermercados, bancos, pizzas,  marcas de carros,cartões de crédito, seguroos de vida,  passagens de avião, televisores, telefones celulares, tratores ou pneus.

O país se transforma, graças à Globo e demais emissoras,  num alucinado paraíso do consumo e de orgia do desperdicio. Entretanto, estamos enfrentando a maior crise econômica de todos os tempos, com mais de 13 milhões de desempregados,e há pais utiizando cheque especial para financiar material escolar,uniformes e pagar taxas de condomínio e aluguel atrasadas.

Critiquei inúmeras vezes, nas Copas do Mundo que ganhamos e nas outras tantas que perdemos - a atitude leviana daqueles torcedores barulhentos vestindo sua camisa amarela e enrolando-se na bandeira do Brasil, está mostrando que adora seu país e se dedica a trabalhar por um país melhor.
Mas, infelizmente, não vemos esse "patriotismo" no trânsito das cidades, na doação de órgãos para cirurgias, nas contribuições para entidades sociais, na gentileza diária com o outro, na preservação da natureza e nem pelo respeito com o professor.
O "patriotismo da Copa" se transforma numa farsa, mentira e exibicionismo. Estes torcedores coloridos deviam também exercer seu direito ao voto não elegendo os mesmos políticos corruptps que são capazes de desviar verbas das merendas escolares.ecompas de ambulâncias

Não é possível que o povo brasileiro, assista ao desmonte da Lava Jato pelas absurdas decisões tomadas pela segunda turma do STF.



       EMOÇÕES QUE MARCAM AS OITAVAS DE FINAL

A PRAÇA VERMELHA  ESTÁ ABERTA 
Aestá esttEAERTA AOSPEDESTRES NO CENTRO DE MOSCOU


Com o início da disputa das oitavas de final a partir deste sábado, 30 de junho,com os jogos França x Argentina às 11h, em Kazan, e Portugal x Uruguai, em Sochi, às 15h, a Copa da Rússia entra na fase de definição.O blog está sendo postado na véspera. É como se a longa fase de grupos fosse uma intensiva preparação, e agora é tempo de decisão. Para a maioria dos brasileiros, o 6º  título mundial estará chegando mais depressa depois que a Alemanha foi mandada embora casa. Mas o fanatismo cego pelo Brasil não é regra geral. As maiores forças,depois  da seleção de Tite, continuam sendo França, Bélgica, Croácia, Inglaterra, Suécia, Uruguai e México. A Argentina chega estropiada diante  dos franceses, com time forte (Antoine Griezmann, o fenomenal Mbappé, Pogba, Matuidi, Giroux, Lloris  etc). Há possibilidade de prorrogação e pênaltis em várias partidas das oitavas (aguardemos).  A Rússia normalmente não entraria nesta lista, apesar de ser país anfirião, mas pode avançar com maciço apoio de sua torcida. Os russos são muito melhores no hóquei no gelo, basquete, vôlei, atletismo e ginástica. Na Copa,ganharam duas partidas marcando 8 gols, mas perderam  de 3 a 0 do Uruguai e não chegaram  a empolgar.

A surpresa maior, por enquanto,foi a desclassificação decepcionante da Alemanha, bem abaixo de seu nível  normal, por ser um time ganhador. A Polônia também teve participação medíocre e decepcionante. Levandowski, camisa 9,  praticamente não justificou sua presença em campo. O Continente Africano sai devendo: nenhuma seleção classificada  desta vez. O Senegal mereceu mais que os outros. Decepção,também,com o atacante Mohamed Salah, camisa 9 do Egito,apesar dos 3 gols. Pouco tempo para comprovar seu futebol. Prejudicado por contusões. Esperemos por ele mas próximas Ligas  dos Campeões e na Copa do Qatar em 2022. Que o bom Deus estique minha vida até onde for possível, e que o marcapasso siga confiável como sempre.

EM SÃO PETERSBURGO,UM DOS MAIS BELOS ESTÀDIOS DA RUSSIA


Seguirei vendo todos os jogos esperando que o nível do futebol melhore.Muitos atacantes finalizaram mal,e diversos goleiros brilharam. O Brasil, por exemplo, não fez ainda uma partida digna de suas cinco estrelas na camisa amarela de  campeão mundial. Até agora,foi salvo pelo brilho individual do Philippe Coutinho,camisa 11,carregando o time nas costas,  assumindo a liderança em campo sem gritar ou gesticular. Gabriel Jesus não se explicou. Neymar Jr. se perdeu em simulações, cai-cai,discussões com árbitros e exagerado individualismo. Tem de pensar no conjunto. Não é reizinho do time. Tem mania de aparecer. Precisa saber se comportar.

Penso que o México,sempre perigoso, vai dar um grande trabalho ao Brasil na segunda-feira,2 de julho, às 11h,em Samara - razão para que no país do ponto facultativo se enforque mais um dia de trabalho numa nação tão precisada de produzir riquezas para recuperar sua abalada economia. E creio que a Bélgica vai passar fácil pelo Japão  na partida das 15h, pela diferença técnica em Rostov. Mas o time  asiático é o mesmo as duas Copas anteriores e evoluiu.A BBlgva éfrianural. O Brasil tm de mostrar tudo quesabe


A Espanha endurecer muito para tentar ganhar da Rússia no domingo, 1º de julho,às 11h,  quando a Praça Vermelha deve viver uma de suas grandes festas populares e também dentro do Estádio Lujniki (Moscou),e imagino que a Croácia vai surpreender a disciplinada e forte Dinamarca na partida das 15h em Nijni Novgorod.  O camisa 10 dos croatas, Modric, que sempre nos encantou no Real Madrid,pode e  deve mostrar melhor futebol nesta partida decisiva. Está muito "acadêmico".
TORCEDORES BRASILEIROS COM BANDEIRAS E CARA ENFEITADA EM MOSCOU
No encerramento das oitavas de final, dia 3, mais dois confrontos entre gigantes do futebol europeu: Suécia x Suíça, às 11h, em São Petersburgo,com hipótese de prorrogação e pênaltis - a não ser que a Suécia se agigante e resolva  tudo no tempo normal; e às 15h, no legendário estádio do Spartak de Moscou,a Colômbia vai exigir muito da Inglaterra e tentar parar o artilheiro Harry Kane, camisa 9,que já marcou 5 gols.

Alguns dos grandes jogadores que estarão em ação nessas oitavas de final: Isco,camisa 22 na seleção da Espanha; Quaresma, caêmico"".misa 20 de Portugal, autor de um gol inesquecível, de trivela, contra o Irã; James Rodriguez,número 10 da Colômbia, cérebro das principais jogadas de   seu país e artilheiro da Copa de 2014 no Brasil; Cristiano Ronaldo, alma do escrete de Portugal (viva a Ilha da Madeira, sua terra); Neymar, camisa 10 do Brasil, devendo uma atuação digna de tanta  fama e tietagem; Lionel Messi, consagrado camisa 10 da Argentina, parece um tanto desgastado e sem entusiasmo, e tem sua última chance nesta Copa, assim como Di Maria e Mascherano (14). Espero muito também de Eden Hazard (número 10), Lukaku (camisa 9) e Kevin De Bruyne, número 7 da Bélgica; e creio que o belga Courtois será consagrado como o melhor dos goleiros. Do time do Uruguai, palmas para o goleiro Muslera e todos esperam mais de De Arrascaeta, Cavani e Luiz Suarez.
-----------------

Minha lista de seleções para  as semifinais e o título da Copa da Rússia: França, Portugal, Bélgica ou Brasil,  Croácia, Rússia chegando às quartas de final (o que não acreditava), Uruguai, Inglaterra e Suécia. Creio que o maior craque desta Copa será uma grande surpresa. Atacante com menos de 20 anos, de origem africana, mas atuando num time francês. Parece que os medalhões perderam sua vez.


----------------

Belo Horizonte/MG - Brasil
Noite de 29 de junho de 2018
Editor: Hélio Fraga
Postagem e edição: Ana Cristina Noce Fraga

(E-mail: hfraga.rmj@gmail.com)

Um comentário:

  1. Hélio, como sempre brilhante diagnóstico. Vejo muitos torcedores se esforçando muito mais para aparecer do que para torcer.
    Estou impressionado com o tamanho das torcidas de Colômbia, Uruguai, Argentina. Pela TV acho que estão maiores que a nossa.
    Também surpreso com os estádios da Rússia. De primeiro mundo , muito mais modernos e bonitos que os nossos 4 anos atrás.
    Abçs
    Gilberto

    ResponderExcluir