segunda-feira, 7 de outubro de 2019

COM AZUL, FORT LAUDERDALE E PARQUES DA FLÓRIDA FICAM MAIS PERTO DE MINAS


O airbus A300-200 colorido da Azul, vai operar esta rota a partir de dezembro

Está confirmado mais um voo internacional partindo do Aeroporto de BH/Confins para a cidade de Fort Lauderdale, no sul da Flórida, a 65 km de Miami - operado pela Azul Linhas Aéreas com o Airbus A330-200 com 278 poltronas,divididas entre econômica e classe executiva. O sistema de reservas da empresa não confirma, por enquanto, a possibilidade de que a nova rota seja operada com o novíssimo Airbus A330-900 Neo para 295 passageiros. 

A primeira  decolagem será no dia 16 de dezembro, segunda--feira. Como número AD-8732, o jato parte às 13h30 de BH/Confins, pousando na cidade da Flórida às 20h30 locais, uma hora a menos em relação a Belo Horizonte. Por enquanto, serão ligações semanais, às segundas, quartas e sextas-feiras. O voo de retorno, AD-8733, sai de Fort Lauderdale às 22h, tendo pouso previsto em Confins às 8h30 da manhã seguinte. As reservas já podem ser feitas no sistema da Azul pelo fone 4003-1118. Para os clientes do programa Tudo Azul, em suas várias categorias, o número é diferente: 4003-1182. 


O aeroporto internacional de Fort Lauderdale é um dos mais movimentados da Flórida

Fort Lauderdale (sigla aérea FLL), a Veneza das Américas, famosa pelos hotéis de luxo,  seu alto poder aquisitivo e pelos  canais marítimos navegáveis, se torna assim a nova porta de entrada nos Estados Unidos para as tradicionais excursões de famílias em férias, atraídas pelos parques de Orlando, na Flórida Central: Disney World, Hollywood Studios, Epcot Center e Reino dos Animais. Outros parques famosos, que atraem mais de 60 milhões de visitantes por ano,com ingressos caríssimos,são os Estúdios da Universal, Ilhas da Aventura, Wet'n Wild, Sea World, e as montanhas russas radicais de Busch Gardens em Tampa. A roda gigante Orlando Eye é uma das atrações anexadas em anos recentes a este complexo de diversão, a maior mina de dinheiro  nos EUA. Os turistas brasileiros são reconhecidos aqui como os que gastam mais.Depois deles, os japoneses e chineses.


Pelos seus canais marítimos, Fort Lauderdale é chamada de Veneza das Américas
Iates de todos os tamanhos, barcos de pesca e  veleiros luxuosos circulam pelos canais marítimos de Fort Lauderdale, onde pontes metálicas se abrem (draw-bridges) para que eles passem, tranquilamente. Não há engarrafamento de iates a caminho dessas pontes, tudo é muito bem organizado e sem apitos e sirenes. Todas as mansões junto aos canais possuem seu porto privativo. Os milionários aposentados, vindos do Norte dos EUA, têm tanto dinheiro que algumas casas possuem 3 embarcações ancoradas: um iate de luxo, um barco equipado para pesca marítima (os marlins são os reis do pedaço) e um veleiro.

Fort Lauderdale é também a cidade preferida pelos universitários norte-americanos, que invadem o Sul da Flórida para a comemoração anual do Spring Break, feriado prolongado que acontece junto com a Páscoa (Easter), já que não têm Semana Santa. Todos os anos, milhares de jovens vêm curtir o Spring Break, em abril, que comemora também o fim do inverno prolongado (começa em novembro) e  a chega do sol e da primavera. Há bebedeiras colossais, deixando os policiais sempre de prontidão em seus carros brancos, cujos modelos são sedans de luxo da Chevrolet, Ford, Chrysler, Mercury, Pontiac, Dodge, Nash e outras marcas. A cidade praticamente não dorme na avenida da praia - a gente não sabe se o dia está começando e se a noite se recusa a acabar. Confusões de todos os tipos acontecem, principalmente entre as universidades rivais.


    

           UM VERDADEIRO PARAÍSO DAS COMPRAS

O Sawgrass Mills tem mais de 400 lojas para os turistas


Perto de Fort Lauderdale, na região de Sunrise, está o Sawgrass Mills, um dos maiores shoppings da Flórida, que já passou por várias ampliações. Fica a caminho de Orlando, tanto pela Turnpike como pela Interstate 95 North. São mais de 400 lojas e várias praças de alimentação. Destaque para Target, Marshall's, Burlington, Bed & Bath Beyond, Nike, Reebok, Fila, Adidas, Puma, Polo Ralph Lauren, Tommy Hilfiger e marcas famosas como Saks Fifth Avenue,  Bloomingdale's, Macy's, Prada, Louis Vuitton etc.

Orlando é famosa pelos seus Outlets da rede Simon,tendo também o Florida Mall e o Mall at Millenia. São 250 km entre Fort Lauderdale e Orlando, com duas opções de acesso: pela Turnpike, pagando pedágios que podem ser  incluídos no programa de aluguel de carros (Hertz, National, Alamo, Dollar, Enterprise, Avis, Budget e outras locadoras), ou pela Interstate I-95, sem pedágio a não ser algumas cobranças eventuais perto de aeroportos. A rodovia é moderníssima, com 4 faixas em cada sentido, e uma impressionante rede de viadutos de acesso. Velocidade máxima de 65 milhas por hora, cerca de 110 km/h. A partir de 70 milhas, é multa na certa, com  todo aquele constrangimento de burlar a lei.

Na direção South, estão Miami e uma série de cidades interligadas, como Aventura, North Miami, Hialeah, Kendall, Coral Gables, Dania, Miami Shores, Miami Downtown, Miami Beach, Sunny Isles, etc. Seguindo no rumo sul, passando  pelo centro de Miami (Downtown)  depois a I-95 S assume a rodovia US-1 South, só com 2 pistas em cada sentido, e velocidade menor (55 milhas), tomando  a  direção de Homestead (autódromo de F-Indy e base aérea  da USAF), Key Largo, Marathon, a famosa Seven Mile Bridge (ponte de 12 km  tão alta que permite passagem de grandes navios) até chegar a Key West, a cidade mais ao sul dos EUA, a 90 milhas maritimas de Cuba. Nesta cidade de Ernest Hemingway fica o Southernmost Point, o marco do extremo sul dos EUA. A rodovia US-1 North começa aqui e vai até Boston.


Fort Lauderdale sempre foi frequentada por turistas da América Latina

Na direção norte, a I-95 North liga Fort Lauderdale a Pompano Beach, Boca Raton, West Palm Beach (reduto de tenistas  e golfistas milionários aposentados), Delray Beach, Vero Beach e uma série de cidades à beira-mar, enquanto a Turnpike segue pelo interior do Estado, em estradas muito planas, rodeadas de florestas de pinheiros e antigas fazendas de gado e laranjais. Há grande quantidade de lagos - o mais belo deles é o Okeechobbee. Importante lembrar que o desenvolvimento da região de Orlando,onde foi implantada a Disney World, começou no início dos anos 60. Aconteceu uma explosão de desenvolvimento com espantosa criatividade por aqui.  Bilhões de dólares foram investidos para se criar um Reino da Fantasia.

Na região de Boca Raton vivem milionários aposentados

Imagine tudo isso à sua disposição: mais de 100 mil apartamentos para alugar por dia; restaurantes e cafeterias de todos tipos (Arby's, Pizzeria Uno, Red Lobster, Charlie's, Pizza Hut etc); grandes lojas de departamento,como Macy', Saks Fifth Avenue, Target, Best Buy, Jordan Marsh, Neiman Marcus, Tommy Hilfiger, Marshall's, Nike, Adidas, Puma, Reebok etc; e algumas das maiores marcas mundiais, como Rolex, Louis Vuitton,  Prada,  Dior, Versace, Ermenegildo Zegna, Valentino, Tag Heuer,  Polo Ralph Lauren, Tissot, Bulgari etc.
 

        MUITO CUIDADO AO DIRIGIR NA FLÓRIDA 

Não se ouve buzina na Flórida - nem nas cidades, por maiores e movimentadas que sejam,  e muito menos nas rodovias. As placas de sinalização, em azul e/ou  verde, estão sempre visíveis e bem cuidadas. Há postos de assistência,com telefone, para comunicar acidentes - mas os sedans brancos da polícia vão chegar de repente, como se brotassem do chão.


A caminho de Orlando, rodovias muito vigiadas e com pesadas multas

Imagine você rodando por estradas moderníssimas, impecáveis, sem quebra molas, sem um buraco no asfalto, rodeadas de gramados e verde nos dois lados - e você ao volante de carros de luxo Oldsmobile, Lincoln, Mercury Marquis, Ford Granada,  Pontiac, Mustang, Dodge, Chrysler - e, dependendo de sua conta bancária, pode ser até uma Ferrari conversível, Lamborghini, Maseratti, Porsche 911, BMW, McLaren,  Audi etc. Estar em Orlando é sonhar acordado - daí o cuidado necessário para não pisar na bola..

As estradas são um capítulo à parte, porque são vigiadas por uma rede de radares (quase sempre ocultos em árvores) 24 horas por dia, 365 dias por ano. Cuidado, portanto, com os limites de velocidade, pois as multas são exorbitantes. Os policiais em serviço são rigorosos - e grosseiros e com cara de mau, quase sempre. Um toco de cigarro atirado na estrada resulta numa multa de 500 dólares, mais de R$ 2 mil. Aqui não existe a lei do Gérson, levando vantagem em tudo, ou a política do jeitinho.

O turista que tentar subornar o guarda vai preso e algemado para a delegacia, e terá de pagar uma fiança altíssima. Então, todo cuidado é pouco. Não deixe suas férias se transformarem num inferno.


Hélio Fraga- 07/10/2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário