No ar & em terra


  • POR FALAR em tapetes florais, um magnífico exemplar desse artesanato típico de nossas cidades históricas foi mostrado no Minascentro, durante o 5º Salão Mineiro de Turismo. Este evento também devia ter sido melhor divulgado, facilitando a presença de mais pessoas. Além da entrada pela Av. Augusto de Lima, em frente ao Mercado Central, devia ter sido permitido também o ingresso pela portaria da Rua Guajajaras. 
  • OS HOTÉIS  perdem uma excelente oportunidade de aumentar seu faturamento quando deixam de promover um almoço festivo de Páscoa, destinado às famílias que decidem comemorar a data fora. Pode-se pensar em atrair as crianças com distribuição de ovos de Páscoa e até mostrar alguns coelhinhos em caixas com grama. Ou fantasiar os animadores infantis com roupas alusivas à data. Já se vê que têm muito a aprender com Gramado.
  • A ESTALAGEM DE OURO PRETO, principal hotel do sistema do Sesc Minas, preparou um pacote especial de Páscoa, com duas ou três diárias, entrando no dia 28 ou 29, e saindo no Domingo da Ressurreição, dia 31. Com o regime de meia pensão (café da manhã mais jantar), os preços por pessoa começam em R$ 265. O hotel fica no km. 88 da Rodovia dos Inconfidentes, a 5 km de Ouro Preto. Tem restaurante de comida mineira, piscinas, quadras de esportes e sauna. Últimos lugares: (31) 3551-2310. Ou no Sesc em Belo Horizonte: (31) 3279-1500/1457/1479.
  • POR FALAR NO SESC MINAS: grupos de comerciários de Minas Gerais, e suas famílias, vão participar das celebrações da Paixão de Cristo em Nova Jerusalém, no interior de Pernambuco, com hospedagem no Sesc Garanhuns. Viagem de 25 a 29 de março, visitando também Caruaru, Bezerros e Alto do Moura. Nova Jerusalém fica a 180 km do Recife, no município de Brejo da Madre de Deus. Preços a partir de R$ 1.953. Conferir nos mesmos telefones acima. 
  • OUTRO GRUPO MINEIRO, organizado pelo Sesc, está fazendo uma excursão a João Pessoa e pontos interessantes do litoral da Paraíba, com hospedagem no Sesc Cabo Branco, onde fica o ponto mais setentrional do Brasil em relação à Europa. O pacote inclui passeios à Ilha da Areia Vermelha, Picãozinho e Sesc Gravatá. Haverá outras excursões para o Nordeste brasileiro saindo em abril e maio.

2 comentários:

  1. Boa noite, Hélio. Fui leitor assíduo de sua antiga coluna esportiva no Estado de Minas, posteriormente repórter, e como estou fazendo a biografia do Procópio, gostaria de entrevistá-lo. Pode ser mesmo por e-mail ou telefone.

    Aguardando sua resposta,

    Cordialmente

    Flávio Orsini Costa Val

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Hélio.
    Como vão as coisas com você e a Ana Maria?
    Eu e a Augusta estamos bem, apenas com muitas saudades daqueles dias maravilhosos que passamos na Espanha.
    A propósito da viagem achamos que teve muitos pontos positivos, como fazer novos amigos, a qualidade dos hotéis,o cumprimento de horários,
    o nosso motorista Antonio e o Lucimar, guia chefe, a qualidade da comida servida, a forma de pagamento, a beleza e organização das cidades e do país(confesso que sempre fui resistente em ir á Espanha desde o início; bobagens do tempo de um
    estudante que se revoltou com a Inquisição Espanhola, colonização sangrenta das Américas e a guerra civil ditadura de Franco.
    Mas vamos ao que interessa ou seja, o que nós apontamos como falhas:
    1-Ingressos para as atrações não incluídas no pacote; a agência deveria pelo menos nos orientar a adquirí-los. Caso mais grave, não conhecermos por dentro a Igreja da Sagrada Família;
    2-Falta de maleteiros nos hotéis(para um grupo idoso como o nosso isso é fundamental;
    3-Excesso de tempo em cidades sem atrações(Jerez e Málaga). Aliás o show de touros em Jerez foi pobre, comum, coisas que vemos aqui em qualquer fazenda ou sítio e a visita ao Tio Pepe foi longa e cansativa;
    4-Viagem Barcelona/Madrid (o dia inteiro dentro de um ônibus quando poderíamos ir de trem em 2:30hs)
    5-Guias que não falavam português(exceto Lucimar).
    6-Hotéis luxuosos porém afastados do centro.
    Mas ao fazermos o balanço final da viagem, eu e a Augusta repetiríamos, com certeza!

    ResponderExcluir